domingo, 10 de novembro de 2019

O Doce Sabor do Novo... - Por Telma Jábali Barretto


Muitas vezes nos deparamos, pessoalmente, com questionamentos, olhar intrigado sobre o muito e a muitos quanto à rapidez que encantos, apaixonantes interesses, tendências levando a envolvimentos rápidos e ... com a mesma rapidez se desfazem, esmaecem, perdem importância e a essa fugacidade levantamos nossa atenção, provocando interrogações... Que fazer com essa nossa cabeça questionadora ?!... 

Abençoada por vezes e cansativa em outras, mas... são da natureza que viemos carregando e ... até aqui, não tivemos, ainda, motivos para buscar transformá-la. Assim, seguimos respeitando esses pulsares...movimentadores ! Essa contínua percepção observada por nós, por essa sede pelo diferente, saber inusitado vai até quando a inovação nos convide a comprometimentos, a tirar do campo das ideias e fazer que produzam algum resultado... ou seja, mostrem, de fato, a que vieram... e, se sendo só mais uma boa e passageira novidade, se diluem no espaço e tempo, caindo no esquecimento ou, mais difícil, parte daquilo, também, muito atual, acharmos que só ter contato com mais esse novo, por si só levará às mudanças que buscamos e almejamos... e ...?!...?!... 
Mais um vácuo criado, muitas vezes insatisfação, porque a busca parece, de novo, não corresponder aos resultados esperados. A expectativa, mais uma vez, frustrada, uma espécie de sentimento lesado e não correspondido ao que o ‘diferente’ parecia sugerir na nossa infantil imaginação. E, mais um curso, mais um profissional, mais um bar da moda, mais um estilo provocativo saímos à literal caça ou à espera que se apresente... numa ansiedade pelo que, agora, na ansiedade da vez, nos satisfaça, preencha, traga a sabor, perfume, alimento que coloque no lugar aquilo que, dentro, nos põe na tarefa de garimpar, escalar, desafiar ... e ... que sagrado movimento é esse, antes de darmos conta que cada uma dessas demandas precisa ser completamente explorada, digerida e aí sim! podemos dizer se saciou ao menos por ali, aqui, nesse agora, os investimentos feitos. 
Mais que isso, quando de verdade, mergulhamos nos processos, conseguindo que saiam unicamente do plano do mental, concepções, trazendo-os para o campo do coração, envolvimento que levado à ação, pode se revelar grande transformador... mas, mas ... mais uma vez e, quase na velocidade da luz, partimos para uma ‘nova e estimulante’ empreitada, nos sentindo dinâmicos, corajosos à procura de mais respostas, ganhos que no anterior não realizamos...?!... Seguimos para mais uma relação, grupo, convívio, espaço, religião ou filosofia, qualquer curso formal, daqueles que nos inscrevemos e somos avaliados, sem nunca termos nos permitido experimentar o principal que viemos, aqui, fazer que é o Curso da Vida, vivendo com disposição e olhar atento aquilo a que somos chamados, aleatoriamente, muito além daqueles que optamos (e, nem devemos deixar de investir neles... e nem porque optamos, os fazemos com tanto empenho, além ‘mágica’ esperada deles...). Somos eternos e insaciáveis pela própria Raiz de Vida que carregamos, espíritos e almas, divinos e humanos, mas viver sem profundidade, numa completa insatisfação dolorida, seguro que não é plano de viagem para ninguém e em tempo algum... Hora de vencer a curiosidade da infância, transpor o encantamento da adolescência e adultos SER... Jaya !!!




Telma Jábali Barretto é colunista fixa do Blog Luiz Domingues 2. Engenheira civil, é também uma experiente astróloga; consultora para a harmonização de ambientes e instrutora de Suddha Raja Yoga. Nesta reflexão, fala-nos sobre a questão do "novo".

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Os Kurandeiros - 9/11/2019 - Sábado / 18 Hs. - Festival Lapa Rock and Roll - Lapa - São Paulo / SP



Os Kurandeiros

9 de novembro de 2019 - Sábado - 18 Horas

Festival Lapa Rock and Roll
Viela Ema Angelo Murari - Shopping Center Lapa
Estação Lapa de Trem  / CPTM
Lapa - Zona Oeste
São Paulo / SP

Entrada Grátis
Apresentação : Marquês

Bandas desde às 10 Horas da manhâ : 
Caio Durazzo
Matilha
Galo Índio
Santanaz
The Jam
Marquês
Pompeia 72

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Nelson Ferraresso : Teclados
Phill Rendeiro : Guitarra e Voz
Luiz Domingues : Baixo

domingo, 3 de novembro de 2019

Autobiografia na Música - Kim Kehl & Os Kurandeiros - Capítulo 115 - Por Luiz Domingues

Após um show ao ar livre consagrador, na companhia do grande, Edy Star, o próximo compromisso dos Kurandeiros foi um festival que prometeu ser alvissareiro e na prática, não somente confirmou-se em tal previsão otimista, como eu creio ter superado em muito tal projeção. Ocorre que havíamos firmado uma boa amizade com o pessoal de uma Webradio, no caso, a Crazy Rock, operada a partir de uma cidade do interior de São Paulo, chamada, Lins, bem distante da capital, mais de quatrocentos kilômetros, no entanto, a bem da verdade, em termos de Internet, é óbvio que a distância geográfica é inexistente e assim, tal emissora cativou-nos por executar diversas canções nossas. Além disso, por muitas vezes, o nosso guitarrista, Kim Kehl e também o nosso baterista, Carlinhos Machado, foram convidados a elaborar listas com artistas e suas canções para compor a grade de um programa em específico dessa emissora, chamado : "Só Brasuca", produzido e apresentado pelo radialista, Julio Cesar Sousa. Como sugeria o seu título, tal programa era voltado exclusivamente para os artistas do Rock brasileiro, uma bela iniciativa, por sinal. Então, os laços reforçaram-se ainda mais, quando o Julio convidou-me também a elaborar uma lista para o seu programa e em seguida, tal iniciativa de sua parte incrementou-se ainda mais, pois surgiu o convite complementar para que eu elaborasse mensalmente uma lista, a caracterizar uma participação permanente como colaborador. Portanto, com esse clima fraternal bem alinhavado, eis que a nossa banda foi convidada a participar de um micro festival, que seria comemorativo ao aniversário da emissora e a ser realizado em uma casa noturna na zona sul de São Paulo.
Da esquerda para a direita : Luiz Domingues; Carlinhos Machado; Kim Kehl e Phill Rendeiro. Ensaio de Kim Kehl & Os Kurandeiros, no dia 12 de setembro de 2019. Estúdio ProduSom, em Pinheiros, São Paulo. Acervo e cortesia : Kim Kehl. Click : Lara Pap   

Convite aceito com muito bom grado, teríamos a companhia de bandas de alto quilate técnico e também consagradas no meio, ainda que mais pesado, em termos de Hard-Rock / Heavy Metal, no entanto, de nossa parte não haveria nenhum problema em participar, visto que das três outras bandas anunciadas, nós conhecíamos e mantínhamos uma boa amizade com os componentes de duas, e de longa data, aliás. No caso do King Bird, eu já havia tocado com eles em outras ocasiões, quando eu fui componente do "Pedra", nos anos 2000. E quanto ao Javali, os próprios Kurandeiros já haviam feito show em dobradinha com tal banda, no ano de 2016 e amplamente documentado nesta autobiografia. Isso sem contar o fator da amizade com todos os componentes, pessoas de nossa alta estima. Só não conhecíamos o pessoal do grupo, "Living Louder", mas certamente que o som deles haveria por ser bem tocado, visto que confiamos na indicação do radialista, Julio. 


Não é a mesma foto publicada acima, mas bem parecida. Ensaio de Kim Kehl & Os Kurandeiros, no dia 12 de setembro de 2019. Estúdio ProduSom, em Pinheiros, São Paulo. Acervo e cortesia : Kim Kehl. Click : Lara Pap

Em princípio, nós apenas estranhamos o fato do show ter sido marcado em uma casa noturna que costumava promover shows de samba; pagode & derivados, localizada no bairro de Moema, na zona sul de São Paulo, no entanto, a boa justificativa que recebemos, foi no sentido em que a casa estava a lançar um balão de ensaio para testar a realização de shows de Rock, para diversificar a sua atuação e nesse sentido, consideramos a sua iniciativa plenamente válida, naturalmente. 

Na semana do espetáculo, que estava marcado para o dia 14 de setembro de 2019, nós realizamos um ensaio prévio, em um estúdio localizado no bairro de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, com a presença do guitarrista, Phill Rendeiro, que participaria conosco, mais uma vez.

Continua...  
  

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Autobiografia na Música - Trabalhos Avulsos (Uncle & Friends) - Capítulo 102 - Por Luiz Domingues

Muito bem, assim que chegamos à sala de gravação, fomos muito bem assessorados pelos técnicos do estúdio V8. Recordo-me bem do nome de um desses rapazes, chamado, Denis, e o outro, igualmente solícito, fico a dever, ao menos momentaneamente. Dada a característica dessa gravação ao vivo, em clima de festa generalizada entre as três bandas participantes e também a contar com os convidados, que na prática, eram todos amigos em comum de todos, a sala ficou bem cheia, mas creio que isso em nada atrapalhou o desempenho das três bandas e no caso do combo, "Uncle & Friends", a dinâmica foi exatamente essa.
Na primeira foto, Lincoln "The Uncle" Baraccat em destaque, com Caio Durazzo, atrás e Roy Carlini a usar guitarra vermelha (encoberto). Na segunda foto, o baterista, Dmitri Medeiros. Na terceira foto, Luiz Domingues em destaque, com a presença do baixista, Ricardo Ravache ao fundo e semi encoberto, vê-se o radialista, Rogério Utrila a filmar com o seu telefone celular. Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Clicks; acervo e cortesia : Vanderlei Bavaro 

Então, com muita espontaneidade, tocamos as três canções propostas para fazer parte desse ensaio gravado, a contar : "Situação"; "Hey, You" e "Muito Estranho". A energia esteve ótima, e a sonoridade observada ao vivo e posteriormente ao ouvirmos o áudio captado, mostrou-se muito boa para um padrão de gravação ao vivo, com captação adaptada para um ensaio e ainda mais a contar-se com o fato de que o clima era de festa ali dentro, com tanta gente a assistir a gravação dentro da sala e nem um pouco preocupada em observar o silêncio absoluto como uma postura mais prudente a ser adotada. Pois muito bem, o clima era festivo, não houve nenhum constrangimento por conta disso.
Uma bela panorâmica da banda a gravar ao vivo. Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Acervo e cortesia : Lincoln "The Uncle" Baraccat. Click : Vanderlei Bavaro 

Veio a seguir então a repetição de uma das canções a prover uma filmagem ara gerar-se um promo, ou clip caseiro bem simples, porém eficaz em sua captura despojada, digamos assim. E a canção escolhida foi : "Muito Estranho", cuja performance foi muito boa da parte da banda.

Na primeira foto, Lincoln "The Uncle" Baraccat em destaque, com Luiz Domingues ao fundo. Na foto número dois, Lincon "The Uncle" Baraccat em destaque, com Roy Carlini ao fundo. Terceira foto com Roy Carlini em destaque. Quarta foto com Caio Durazzo à frente e Dmitri Medeiros, ao fundo, na bateria. Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Clicks; acervo e cortesia : Vanderlei Bavaro

Encerrada essa etapa, imediatamente iniciou-se então a filmagem do clip da canção "Velho Lobo Mau", onde a proposta foi apenas dublar o áudio dessa canção que fora gravada por outros músicos. No entanto, dada a facilidade oferecida pela música, ao mostrar-se como um Blues clássico em sua estrutura harmônica e com apenas uma variante que todos decoraram imediatamente, a banda tocou em cima da gravação, com tranquilidade e ventilou-se até que nós a tocássemos ao vivo para a filmagem. Por uma questão de praticidade no entanto, ao ponderar-se sobre o posterior processo da edição das imagens, optou-se em dublar o áudio pré-gravado, para facilitar a questão da sincronicidade dos músicos a tocar e do Lincoln a cantar. Tudo bem, a ideia inicial fora mesmo apenas a dublagem para compor uma figuração básica, visto que a ideia central foi privilegiar a imagem do Lincoln a cantar e a interagir com a garota que atuou como atriz, a bela, Patrícia Endo, que inclusive, filmou com Lincoln a posteriori, cenas adicionais bem improvisadas, inclusive a utilizar externas, na própria rua onde localizava-se o estúdio.
Neste painel acima, algumas fotos a mostrar em destaque as personas de Lincoln "The Uncle Baraccat e a atriz, Patricia Endo em ação, em meio a outras pessoas (eu, Luiz Domingues, incluso), durante a filmagem do clip da canção "Velho Lobo Mau". Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Clicks; acervo e cortesia : Vinicius Troyan

Final de atuação, enfim, fiquei contente em ter colaborado nesse esforço múltiplo em torno do trabalho do amigo, Lincoln Baraccat, o famoso "The Uncle" e também por tocar mais uma vez com os ótimos guitarristas, Caio Durazzo e Roy Carlini, além do igualmente excelente baterista, Dmitri Medeiros. Além disso, a quantidade enorme de amigos que ali encontrei, tornou a tarde / noite, agradabilíssima. Além dos músicos com os quais toquei,  estive ali em animadas conversas com músicos do calibre de Fernando Ceah; Marcello Pato; Ricardo Ravache; Rick Vecchione; Caio Durazzo; Carlos Costa; Norba Zamboni e Amanda Semerjion. Fotógrafos de primeira linha como Vinicius Troyan e Vanderlei Bavaro; as produtoras musicais, Gigi Jardim; Vanessa Anchieta e Carol de Grammont, além da Patricia Endo, que atuou no clip como a "chapeuzinho vermelho" e do sempre animado radialista, Rogério Utrila e muitos outros amigos.
Na primeira foto, Lincoln "The Uncle" Baraccat convers com o técnico de áudio do estúdio V8, cujo nome fugiu0me, com Caio Durazzo, atrás, sentado a tocar violão e o fotógrafo, Vinicius Troyan, de costas e agachado a fotografar. Na segunda foto, uma panorâmica da banda e novamente agachado, o fotógrafo, Vinicius Tryan em busca de melhores ângulos para clicar. Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Clicks; acervo e cortesia : Marcello Pato
 
Um clip / promo da gravação da canção "Situação", foi disponibilizado via rede social "Facebook", meados de outubro de 2019.  

Eis o link para assisti-lo :
https://www.facebook.com/lincoln.baraccat.50/videos/957316964653086/?comment_id=957344251317024&notif_id=1571862626556084&notif_t=feedback_reaction_generic

Nas duas fotos, em pé, acima, o fotógrafo, Vinicius Troyan e o namorado de Patrícia Endo, Patrick Rockis, com a própria Patricia abaixo a observá-los. Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Clicks; acervo e cortesia : Lincoln "The Uncle" Baraccat

Bem, assim que ficar disponível o restante do material, tanto áudios, quanto demais promos / clips previstos, eu acrescento aqui, prontamente.

E assim encerrou-se mais uma atividade avulsa que tive com o Uncle & Friends, naturalmente com muito prazer em interagir musicalmente e também pela amizade implícita com essa turma boa. Agradeço a acolhida também da parte do pessoal do Estúdio V8, nas pessoas de Denis e Juliana Parra, além do outro técnico cujo nome escapou-me e demais funcionários da casa, todos muito hospitaleiros.
Enquanto a banda dublava, a turma formada pelos convidados postados atrás, uivou com vontade. Uncle & Friends em gravação ao vivo no estúdio V8 no Ipiranga em São Paulo. 15 de setembro de 2019. Clicks; acervo e cortesia : Vinicius Troyan

Trabalho avulso com Uncle & Friends fica sempre em aberto, portanto, possivelmente mais histórias sejam escritas no futuro. Nesses termos, possivelmente... continua...