sábado, 31 de julho de 2021

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 335 - Por Luiz Domingues

Sob um soundcheck bem ligeiro, assim que aprovamos o som para começar, fomos informados que tocaríamos seis músicas, mas apenas duas iriam ao ar pela cerimônia específica da premiação da revista. As demais seriam veiculadas em data que não fora estipulada na ocasião, ao ter ficado em aberto, portanto, em um site cultural denominado: "culturaemcasa.com.br, gerido pelo próprio Teatro Sérgio Cardoso. 

Na primeira foto, eu, Luiz Domingues em destaque. Na segunda, o Power-Trio da Patrulha do Espaço em ação. Patrulha do Espaço na solenidade do prêmio Dynamite de música independente de 2021. Teatro Sérgio Cardoso de São Paulo em 29 de junho de 2021. Click óptico, acervo e cortesia: Christiano Rocha Affonso da Costa

Com a autorização do técnico de som e da equipe de filmagem, começamos a tocar então, sob uma iluminação bem discreta, com predomínio de luz branca, exatamente para facilitar a captura de vídeo de uma forma bem simples, como um padrão estabelecido pela produção.

Uma visão lateral do palco. Patrulha do Espaço no Prêmio Dynamite de Música Independente 2021. 29 de junho de 2021. Click óptico, acervo e cortesia: Christiano Rocha Affonso da Costa

Apesar de não termos ensaiado, executamos um set sob controle, mediante pequenos erros de pequena monta, absolutamente  desprezíveis, portanto, aceitáveis ante as circunstâncias.


Na foto acima, eu, Luiz Domingues em destaque. Patrulha do Espaço na cerimônia de entrega do prêmio Dynamite da música independente de 2021, no Teatro Sérgio Cardoso de São Paulo. 29 de junho de 2021. Click óptico, acervo e cortesia: Christiano Rocha Affonso da Costa

Tocamos as seguintes músicas: "Meus 26 Anos", "Ser", "Vou Rolar", "Cão Vadio", "Olho Animal" e "Columbia". Após a execução de "Columbia", o diretor da revista "Dynamite", André "Pomba" Cagni, interveio a nos cumprimentar e entregar ao decano da nossa banda, Rolando Castello Junior, o prêmio Dynamite simbolizado como um troféu estilizado ao estilo de uma banana de dinamite de fato, pelo relançamento dos dois discos de 1980 e 1981 da nossa banda.

Após o recebimento do prêmio, fomos ao camarim para descansar enquanto os roadies desmontavam o palco e ali pudemos conversar por um bom tempo. E foi um prazer estar ali na companhia de velhos companheiros, mais uma vez.

Eis o vídeo editado somente com a nossa participação. Edição de Rogério "Kiss".

Eis o link para assistir no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=EC6AFzmIh3k

Marcello Schevano, Rolando Castello Junior e eu (Luiz Domingues). Patrulha do Espaço na cerimônia de entrega do prêmio Dynamite da Música Independente de 2021. Teatro Sérgio Cardoso de São Paulo. 29 de junho de 2021. Click óptico, acervo e cortesia: Christiano Rocha Affonso da Costa

Em casa, eu assisti a rápida inserção da nossa performance com apenas duas músicas ("Olho Animal" e "Columbia"), através do site  exclusivo da revista Dynamite. Lastimo, no entanto, o texto que elaboraram para a apresentadora discursar a nos citar, a conter equívocos imperdoáveis sobre a história da nossa banda, mas paciência. 

E no âmbito geral, ficou a expectativa por mais um especial a conter as demais músicas executadas, como eu já citei e certamente por mais lançamentos fonográficos para o futuro a envolver a nossa formação da Patrulha do Espaço.

Marcello Schevano, Rolando Castello Junior e eu, Luiz Domingues. Patrulha do Espaço na cerimônia de entrega do prêmio Dynamite da Música Independente de 2021. Teatro Sérgio Cardoso de São Paulo. 29 de junho de 2021. Click óptico, acervo e cortesia: Lincoln Baraccat

Dessa forma, esta é uma história que fica sempre em aberto para novidades vindouras e assim, continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário