quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 53 - Por Luiz Domingues

 
E finalmente o empresário sinalizou com algo mais animador...
Mas, se por um lado o novo show que agendou-nos, foi sucesso de público, por outro lado, era de novo numa casa onde não fazia sentido uma banda como a nossa, apresentar-se. Foi no dia 15 de outubro de 1994, que apresentamo-nos no "Babillon", perante um público de 800 pessoas, mas certamente alheias ao nosso som ultra barulhento para os padrões popularescos deles. 

Não fomos hostilizados, mas tratados com indiferença, o que foi um alento em se considerando o tamanho da adversidade a que estávamos expondo-nos. E finalmente, na última ação dele como empresário, cumprimos tabela num festival de colégio estadual, fazendo o show da eliminatória. Festival bagunçado e com pouco público, aliás injustificável para um evento escolar de adolescentes. 
Ocorreu no colégio Ibraim Nobre, no dia 5 de novembro de 1994, e com um público fraco de apenas 80 pessoas. E com a sequência de apresentações equivocadas que ele arrumou-nos, só restou-nos solicitarmos o rompimento da associação. Foi educado e tranquilo e seguimos o nosso rumo, tentando recuperar o embalo bom que tivéramos antes dele levar-nos a shows em lugares insólitos, e dignos do filme "This is Spinal Tap"...


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário