sábado, 28 de fevereiro de 2015

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 62 - Por Luiz Domingues

Essa tentativa frustrada de gravar de graça em Nova York deu um baque na banda, não vou negar, mas logo a seguir uma nova luz acendeu-se nesse quesito "gravadoras". Recebemos um convite para conhecer o escritório da gravadora "Velas", e lá, recebemos uma proposta de contrato / gravação. Tratava-se de uma gravadora independente, mas bem organizada, com estrutura interna de gravadora grande, e que tinha entre seus sócios, o compositor / cantor / pianista, Ivan Lins, e seu parceiro musical, o letrista Victor Martins.

                                Victor Martins & Ivan Lins

A sede paulistana da gravadora, ficava no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo. Era um escritório bem estruturado, com diversos funcionários trabalhando a todo vapor, tudo informatizado etc.
Em princípio, estavam abrindo um selo de Rock dentro da gravadora, denominado "Primal", e o diretor artístico desse núcleo, era o guitarrista d' "O Terço", Sergio Hinds, padrinho do filho de Victor Martins, portanto seu compadre, e amigo de longa data.
Numa primeira conversa, gostamos da proposta, que seguia o padrão tradicional das gravadoras à moda antiga, com cobertura de toda a cadeia de produção, do estúdio à divulgação final. Mas o acerto, obviamente não saiu no primeiro encontro. Muitas visitas ao escritório do Tatuapé suceder-se-iam, com direito a almoço nos restaurantes de seu entorno.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário