segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Sobressalto do Buraco da Agulha - Por Julio Revoredo



O pulha cose com a agulha,
que de tão escarlate, fagulha.

Vence o escuro sobressalto, donde vê debaixo para o alto, aquilo que não cose, que não fagulha, que não agulha.






Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas músicas que compusemos em parceria, em três bandas onde atuei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço. 

Neste poema curto, é incisivo, como o corte cirúrgico que cose... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário