quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Autobiografia na Música - Boca do Céu - Capítulo 41 - Por Luiz Domingues


Eis abaixo a lista do repertório criado pela banda, entre 1976 e 1977, fase inicial do Boca do Céu e também englobando a segunda fase entre 1978 e 1979, com a troca de nome de Boca do Céu para Bouréebach entre 1978 e 1979.

Boca do Céu / Bourréebach

Repertório Criado 1976 - 1979

1) Centro de Loucos (Osvaldo - Laert)
2) O K e o H  (Laert)
3) Me Chamo Vampiro (Luiz - Osvaldo - Laert)
4) O Mundo de Hoje (Luiz - Osvaldo - Laert)
5) Diva (Laert)
6) Tudo Band (Laert)
7) Assim Como (Laert)
8) Serena (Osvaldo - Laert)
9) E o que Resta é a Canção (Osvaldo - Maciel)
10) Consenso Geral ( Laert)
11) Astrais Altíssimos (Laert)
12) Revirada ( Wilton - Laert)
13) Ah ! Já Saco (Laert)
14) Tango x Tanga (Laert)
15) 1967 (Laert - Wilton - Luiz)
16) 1969 (Laert)
17) Desprogramação (Laert)
18) Momento (Laert - Fran)
19) Oh Yeah (Laert)
20) Mente (Laert - Luiz - Wilton)
21) Ah, se Você Soubesse (Laert)
22) Blues Encanto (Laert)
23) O Mesmo Sol (Laert)
24) Fugi de casa (Osvaldo - Laert - Luiz)
25) Arco (Wilton)
26) Sabiá Cantou (Wilton)
27) Na Minha Boca (Laert)
28) Renascença (Wilton)
29) Ciclo Normal (Laert)
30) Tô (Laert)
31) Er'a Jato (Laert)
32) Choro Substar (Laert)
33) Prelude para une violão (Wilton)
34) Choro para Jacob (Wilton)
35) Eu Vou Encontrar (Laert)

Fica a ressalva que nem todas as músicas compostas chegaram a ficar inteiramente arranjadas. Algumas ficaram apenas no esboço inicial. Outra observação sobre o repertório criado pelo Boca do Céu e posteriormente pelo Bourréebach, é que além do material gravado em fitas demo caseiras ter sido inteiramente perdido (infelizmente !!), apenas duas das canções compostas foram usadas posteriormente em outro trabalho feito pelos ex membros. Trataram-se de "Na Minha Boca" e "Instante de Ser", ambas compostas pelo Laert e que entraram para o repertório do Língua de Trapo. Inclusive, eu e Laert as executamos ao vivo muitas vezes durante a turnê "Sem Indiretas", de 1983-1984, dessa banda de sátira e humor.



Continua... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário