domingo, 19 de janeiro de 2014

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 52 - Por Luiz Domingues

O público aplaudiu bastante, mas sabíamos que se tratava de uma imensa maioria formada por parentes e amigos, quebrando qualquer ilusão de que os primeiros meses de labuta da banda, tocando em casas noturnas, poderia ter formado um público espontâneo de admiradores do trabalho.

Não que alimentássemos tal perspectiva, mas era uma realidade concreta depararmos com aqueles rostos conhecidos em sua maioria, e de fato, público para valer, só começaríamos a angariar na segunda fase em que a banda entraria, contudo, o que não sabíamos naquela altura, é que apesar do momento de baixa que vivíamos naquela instante posterior à perda da Verônica, e saída do glamour do Victória Pub, essa segunda fase (e arrancada para uma consolidação como banda autoral, com direito à exposição na mídia), estava se aproximando muito rapidamente !
 

Quanto ao show no Colégio Piratininga, foi nossa primeira experiência com o prejuízo financeiro.

O público presente e pagante foi até que razoável para os nossos padrões da época (65 pagantes), mas não deu nem para cobrir a metade das despesas.
 

Tivemos mesmo que abrir as carteiras, e acertar contas para zerar essa produção, infelizmente. 

E daí em diante, ficamos sem meios de seguir nesse planejamento de autoprodução, entrando na primeira crise na história da banda.

Isso porque para voltarmos ao circuito de bares onde havíamos tocado nos meses anteriores, precisávamos nos readaptar, pois ficáramos sem vocalista. 


Por outro lado, voltar a tocar em casas como Deixa Falar; Devil's, e Café Palheta's, seria um retrocesso. 

Uma casa de melhor nível, como o Água Benta, sem a presença da Verônica, ficava difícil em curto prazo, e no Victória, acabáramos de ser "gentilmente" despedidos... 

Depois desse show, o Colégio Piratininga cresceu o olho para o seu próprio umbigo, pois não passou muito tempo, e reformaram o espaço, passando a denominá-lo Teatro Sadi Cabral, com programação regular de espetáculos musicais, e peças teatrais.


Agora, preciso relatar duas ocorrências curiosas que aconteceram não necessariamente na mesma época em que fizemos o show do Teatro. 

Como não tenho datas específicas, e em se considerando que tais fatos geraram desdobramentos, portanto não foram ocorrências de um único dia em específico, acho que agora é um bom momento para inseri-las na narrativa.


Continua...


Nenhum comentário:

Postar um comentário