quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Conjunções - Por Julio Revoredo


Adensam-se fosmicidades

Quebram, a lógica empírica da matemática e formas,

Pés descalços num quintal.

Salta o evar, com o amanhecer pluralizante,

Das distrações mecânicas a ferrovia.

Condomínio desbotado, de edifícios e impasses,

Residência adversária, dos pré-rafaelitas.




Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de muitas músicas que compusemos em parceria, em três bandas onde atuei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço.

Nesta primeira colaboração de 2014, fala-nos sobre a urbanidade, sob o enfoque de sua poética hermética.

Nenhum comentário:

Postar um comentário