segunda-feira, 7 de abril de 2014

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 117 - Por Luiz Domingues


Eis a íntegra do poema hermético que o poeta Julio Revoredo preparou para ser apresentado como uma performática apresentação de início do show, com Edgard Puccinelli Filho na declamação :

"A Formiga"  ( Escrito em 18 de julho de 1984)

"Ao entrarem na daedalira claustra, vocês receberam o pó que lhes embranqueceu a mente.

Aqui vejo de tudo : acromyrmex ; fórmica; atta; saúva; quenquem.

Voces viverão as emoções junto à medea masculina in vultus, antropotaupírico, mizar.

Com eles, verão agni in sanus, labirintar, supeto naturae claustra xeno enguido, semita vitae fallentis jhwh êxodo 33-114

Dgjx, aiba, kev

Em forma de lai.

Haverão versus : imagos, imagos, imagos sobre crepera.

O canto de sepulta urbis, fogo de santelmo, occuro animis, o occursus

Sulphur sacrum, eremus...

E se levantará  a voz mórbida de semibus que será destruída por Teseu.

Dialecticorum remis a meatin persubtilis creatio.

Teseu de Mithra, Teseu de fax phoebea, Teseu de nitella, traz no nome Helio, traz no nome Febo. 



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário