terça-feira, 15 de abril de 2014

Êxtase - Por Marcelino Rodriguez


Viajando de volta para casa vejo, no céu, cordeiros voadores nas nuvens. Um sol com delicadeza de flor pousa sobre as montanhas e tudo o mais que existe.
 

O que nós não veríamos, se fôssemos mais amantes da vida ?

A presença asfixiante de Deus sempre foi minha máxima certeza. Uma intensidade de amor de pai, com uma ternura de mãe bastante zelosa foram sempre minha fonte nas estações do ano. 

Meu alimento mesmo no deserto, sempre veio, como aos hebreus. Conheço como irmãos a beleza e o êxtase. Diante de Deus, sempre me purifico e volto a ter sete anos, e volto sempre a olhar com encanto pelas janelas do mundo. 

Diante dele, estou sempre voltando para casa.
Tudo que sei é que ele me ama. Tudo que tenho é seu amor.
A mim, nada mais resta fazer, senão oferecer-lhe meus desenhos e meus versos toscos de como vejo seu mundo.

Por saber-me uma criança, creio que ele gosta e sorri. Jamais conseguiria copiar, com perfeição, todos os cordeiros e anjos e estrelas e galáxias que ele secretamente reparte comigo.




Marcelino Rodriguez é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Escritor de vasta e consagrada obra, nos traz aqui uma reflexão sobre a transcendência, onde o contato com uma força superior se traduz em êxtase. 

4 comentários:

  1. gostei .Muito legal o pensamento sobre a Presença de Deus (heheheheheheh...ate parece uma musica traduzida de uma grande banda dos ano 60/70...quem será ?).Importantissimo quando sentimos sua prensença em nossas vidas e de como toda manhã , ao acordar todas as bençãos ja estão renovada e só a gente agradecer.Tem tambem as coisas impossiveis que somente um ser tão imenso e diverso pode fazer .GOD BLESS YOU , ME AND OTHERS PEOPLES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela sua manifestação !

      Arrisco dizer que sua menção à uma música e banda, diz respeito à "Deus", do Terço, estou certo ?

      O Blog agradece o seu comentário positivo !

      Excluir
  2. Excelente texto!! Gostei.
    Esse sentimento de felicidade em tudo que nos é ofertado pelo Criador é maravilhoso.
    Realmente mesmo no deserto somos alimentados, o alimento da alma.
    Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que bacana essa sua percepção da crônica do Marcelino. O Blog agradece muito a sua participação, lendo e comentando !

      Excluir