domingo, 7 de setembro de 2014

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 28 - Por Luiz Domingues


E assim, nos preparamos nos primeiros dias de 2000, fazendo os ensaios ainda no estúdio do Paulo Antonio Pagni ("P.A."), com o objetivo de nos prepararmos para o estúdio.

Antes porém, tínhamos um show pela frente. E não era apenas mais uma data a ser cumprida, mas o nosso primeiro show fora de São Paulo, portanto um grande marco para a banda, que literalmente cairia na estrada. 


Esse show estava marcado para a cidade de Praia Grande, litoral sul de São Paulo. Nem era uma viagem tão longa assim, pelo contrário, pois a Praia Grande é um município que faz parte da chamada "Baixada Santista", uma concentração de cidades grudadas em Santos, a principal cidade daquela região litorânea do estado de São Paulo.

Para tanto, contratamos um micro-ônibus, que por acaso pertencia à uma empresa de turismo, de quatro primos meus. 


E que por gostarem de Rock, a batizaram de "Magic Bus". 

Nada melhor para os anseios da Patrulha naquele momento, do que cair na estrada num ônibus com esse nome, evocado direto da egrégora do The Who... 


A grafia do nome da empresa de meus primos, teve que ser alterada, mas a intenção era mesmo fazer alusão ao The Who...
Patrulha pronta para viajar ao litoral com o Magic Bus. Na frente de todos, Carlos Fazano, então guitarrista do "Supernova", que viajou conosco.

Esse primeiro show fora de São Paulo, foi bastante excitante para nós nesse sentido, pois representava o coroamento de todo o esforço do projeto Sidharta para mim e os meninos, e certamente representava para o Júnior, um renascimento da Patrulha em moldes que ele devia sonhar, mas há anos não conseguia concretizar.

Foi uma viagem tranquila e bastante prazerosa, com a banda animada, e sob espírito de companheirismo, camaradagem e sobretudo, alegria por estarmos dando um passo importante ao iniciarmos uma fase de apresentações em outras cidades, além de São Paulo.

Realizamos a viagem inteira curtindo vídeos que levei do meu acervo. Lembro-me de termos visto as biografias do The Yardbirds e The Animals; um especial acústico do Black Crowes, e um documentário sobre o Jethro Tull.                             
            Claudia Fernanda, produtora da banda à época

Praia Grande fica muito próxima da capital, São Paulo, portanto, em questão de 1 hora, já estávamos rodando na principal avenida daquele município, a Avenida Kennedy, procurando pelo endereço do local onde nos apresentaríamos. 

Na comitiva da Patrulha, levamos dois roadies : Toni Rodrigues Peres (ex-guitarrista da banda Essex, irmão do meu ex-aluno Alexandre "Leco" Rodrigues Peres e também ex-roadie do Pitbulls on Crack), daí eu o ter indicado num primeiro instante.

E também, Carlos Fazano, guitarrista da banda Supernova, e que conhecera logo no início de meu período de aulas, em 1987, no Jardim Bonfiglioli.

Eu sempre tentava ajudar os dois da melhor maneira que eu pudesse, e assim, os coloquei na equipe para esse show.



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário