sexta-feira, 21 de março de 2014

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 95 - Por Luiz Domingues

Escolhemos o estúdio Mosh, para gravar o nosso primeiro disco oficial, o famoso compacto. 

Nossa sorte, digamos assim, era que o Mosh era um estúdio relativamente novo, e longe do status que alcançaria ainda nos anos oitenta, quando consolidou-se como um dos estúdios top do Brasil, responsável pela produção de grande parte da música mainstream, durante a década de noventa.

Nessa época, o Mosh operava numa casa ampla, antiga residência, localizada na Rua Coronel Melo de Oliveira, na Vila Pompeia, zona oeste de São Paulo.

Marcamos as sessões para o final de janeiro, pois eu teria um pequeno hiato de shows com o Língua de Trapo.

Estávamos afiados para o estúdio, com as duas músicas absolutamente ensaiadas.

Em "Luz", contaríamos com o reforço de duas vozes femininas convidadas para o backing vocals: Soraia Orenga e Rosana Gióia.
A Soraia foi uma garota que conhecemos no início de 1983, quando estávamos cumprindo temporada no Victoria Pub. 

Em meio às crises de ego e posterior saída da vocalista Verônica Luhr, chegamos a cogitar que a Soraia fosse a substituta, mas a praia dela era mais a MPB, e acabou não dando certo essa aproximação. 

Lembro-me que conversas com ela aconteceram nesse sentido e também dela ter ido nos assistir no Victoria Pub. 

Quanto à Rosana Gióia, ela é a irmã caçula do Rubens e também sempre quis cantar. 

Mas por ser adolescente, e muito novinha nessa época (14 para 15 anos de idade), havia um claro desestímulo da família nesse sentido, e o Rubens apesar de dividido, acabou não forçando barras para não criar conflitos com seus pais etc. 

Mas como era uma participação simples no disco, apenas fazendo backing vocals, tanto a Rosana Gióia, quanto Soraia Orenga compareceram, e deixaram suas respectivas colaborações.
Gravações de Backing vocals na música "Luz", estúdio Mosh, janeiro de 1984. Da esquerda para a direita : Zé Luis; Soraia Orenga; Rubens; Rosana Gióia, e eu, Luiz Domingues.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário