terça-feira, 4 de março de 2014

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 8 - Por Luiz Domingues

Sim, com certeza, que essa informação vazou de forma involuntária. A ideia era manter sigilo do projeto até que tivéssemos ao menos um nome definitivo para a banda, mas como todos nós (Alex Soares e Tadeu Dias, bem menos), tínhamos carreiras longas, e com passagens por trabalhos anteriores significativos, era natural que houvesse especulações. E de fato, essa nota na revista "Batera e Percussão" foi a primeira na imprensa escrita tradicional, mas já estavam saindo na internet, várias notas, boatos, rumores.

No caso do site Wiplash, o infeliz título de "Ex-Patrulheiros montam nova banda", causou um mal-estar, pois o Júnior da Patrulha do Espaço, chegou a pensar que estávamos alardeando isso de propósito, para aproveitarmo-nos do nome da nossa Ex-banda, quando isso não era verdade, absolutamente.
Foto de Grace Lagôa num momento de ensaio do Pedra em 2005

Pelo contrário, de certa forma, queríamos deixar claro que o Pedra tinha uma outra proposta artística, muito mais ampla e desvinculada do nicho do Rock pesado. Mas era natural que houvesse mesmo boatos. Após tantos anos de luta, com tantas bandas, era um consolo constatar que meu nome provocasse especulações na imprensa especializada, pelo menos isso, se eu nunca conseguira militar no mainstream da música...

 Continua...

8 comentários:

  1. Genial, Luiz. Muito legal o formato de colocar a news e dar seu depoimento sobre a notícia.

    Abração, Dum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que legal contar com sua ilustre visita, por aqui, Dum !! Sim, tenho inserido tal material de portfólio e comentado. Não só nos capítulos sobre o Pedra, mas também de outras bandas onde fui componente.

      Muito por ler e comentar !!

      Excluir
  2. Caramba...muito bom saber os fatos que envolveram seus projetos, numa visão de quem viveu essa historia..... comecei lendo a historia do Patrulha, agora terminei o do Pedra....puxa Luiz, sempre fica aquela vontade de mais. (por favor, agilize ai mais historias, pô - hehehehe)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal saber que está acompanhando os capítulos, amigo "Pullbass".

      De fato, Pedra e Patrulha ainda estão no começo aqui no meu Blog 2, mas o texto bruto que escrevo no Orkut, já está bem mais adiantado.

      Convido-o a ler os outros, também, que contém muitas histórias engraçadas, outras dramáticas, mas no cômputo geral, é o que você disse : a visão de quem estava lá e por isso, estou agilizando, antes que a memória comece a falhar ou mesmo que eu "parta para o lado de lá"...

      Grande abraço !!

      Excluir
  3. Muito bom....terminei agora o da Chave! Minha referencia nas 4 cordas sempre foi a Chave...sempre sonhei em tirar a musica Profecia e aquelas linhas de baixo.
    Vou procurar no Orkut, pois ja estou ansioso!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, agora sei o seu nome e fico mais confortável para saudá-lo, Fernando "Pullbass" !

      Mas que legal saber que leu todos os capítulos da Chave do Sol ! Aqui no Blog 2, já tem mais de 100, mas ainda falta muito para publicar. Em breve soltarei mais capítulos, aguarde.

      No Orkut, já estou narrando fatos de 1986, portanto o texto ali está muito maior.
      Fique à vontade para ler por lá (Comunidade "Luiz Domingues" - http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=14081928)

      No Orkut, é mais fácil para ler pela lógica do ordenamento de posts, mas ali não tem correção gramatical e ortográfica e tem muitos adendos, visto que muitas vezes me lembro de algo que havia esquecido de contar ou mesmo correções que preciso fazer, se fiz alguma citação equivocada etc etc, portanto, tem esses percalços, além da falta de ilustrações o que torna a leitura mais cansativa, também.

      Por aqui, como se misturam as histórias e tem o movimento normal do Blog (tenho quatro colaboradores, inclusive, que trazem crônicas, ensaios e poemas normalmente), as postagens da autobiografia ficam dispersas entre si, embora haja o apoio da numeração, logicamente.

      Independente dessas dificuldades, tenho o plano de no futuro, quando encerrar o trabalho, criar um terceiro Blog, exclusivo, e aí poderei estabelecer uma formatação igual à de um livro impresso, facilitando a vida dos leitores.

      Fora isso, estou muito contente por saber que você está lendo curtindo o relato e te asseguro : em todos os capítulos, incluso da minha primeira banda na adolescência, tem histórias muito engraçadas já publicadas. Esteja super convidado a ler e comentar.

      E quanto aos elogios que fez, só tenho a lhe agradecer por tanta gentileza de sua parte.

      Abração !!

      Excluir
    2. eu que lhe agradeço por você disponibilizar essa parte da história do rock!

      Muito Obrigado!

      Excluir
    3. Estou sensibilizado pelo seu interesse manifesto. Espero que curta bastante os inúmeros capítulos que ainda publicarei neste Blog e o texto que ainda está sendo redigido, tendo o Orkut como rascunho virtual e público.

      Abração, Fernando !

      Excluir