quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Autobiografia na Música - Terra no Asfalto - Capítulo 46 - Por Luiz Domingues


Nessa época, abril de 1981, passamos por uma fase de mais ensaios, acrescentando músicas ao repertório. 

E a oportunidade surgiu quando o baterista Cido Trindade disponibilizou sua casa, no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo, para ensaiarmos inicialmente às terças e quartas. 

Com tempo para trabalhar, melhoramos e aumentamos o repertório, tornando-o enorme, ao ponto de termos músicas extra para qualquer eventualidade. 

E um fato bizarro ocorreu nessa época durante os ensaios...

Num certo dia, percebemos que um rapaz passava de um lado e outro da calçada, olhando-nos tocar na sala da casa, improvisada como estúdio. 

Como ensaiávamos com as janelas abertas e despreocupados com qualquer tentativa de coibir o ruído, já que os vizinhos suportavam-no sem reclamar, deixávamos tudo aberto para ventilar bem. 

Um dia, após várias vezes nos observando, esse rapaz criou coragem e tocou a campainha. 

Não me recordo de seu nome, mas sei que ele se apresentou dizendo ser compositor e observando-nos por dias, animou-se a nos abordar, e nos pedir que o ajudássemos, gravando duas músicas de sua autoria, visando inscrevê-las num festival de MPB.

Infelizmente, as canções do rapaz eram muito fracas, com harmonia e melodias pobres, letras brega-românticas...

Bem, aceitamos ajudá-lo, e aí o Sérgio Henriques e o Aru Júnior fizeram um arranjo praticamente prog nas músicas do rapaz !! 

Claro que o sujeito não entendeu nada, mas o fato é que gravamos as duas canções, com belo arranjos para ambas, que quase mascarou a sua breguice. E de fato, com duas guitarras, baixo, bateria e teclados, ficaram quase irreconhecíveis . 

E foi além essa história, pois numa apresentação nossa (infelizmente, não me lembro em qual, especificamente), ele apareceu e nós tocamos as suas duas canções ao vivo. 

Nunca mais tive notícias dele, apesar de morar perto da minha casa e do Cido Trindade, na ocasião. 

Nem ao menos sei se as músicas por nós gravadas, foram classificadas no tal festival.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário