sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Autobiografia na Música - Língua de Trapo - Capítulo 96 - Por Luiz Domingues

Antes de falar sobre o show que abriu a segunda semana da turnê, não posso deixar de contar uma molecagem que um banda formada por homens maduros, de vinte e poucos anos, e alguns até avançando pelos trinta, aprontaram naquele apartamento da rua Barata Ribeiro...

Para quem conhece bem o Rio, e Copacabana em particular, sabe que quase não existem casas no bairro. As ruas de uma maneira geral, são tomadas por prédios.


Sendo assim, não demorou nada para percebermos que no prédio em frente (lado direito da calçada, considerando a mão única da rua), um apartamento vivia sempre de janelas escancaradas, e o casal que o habitava, não se preocupava em resguardar-se quando decidia praticar sexo.
A aglomeração na janela lembrava a de meninos da 6ª série, e claro que era hilário. Paulo Elias e Naminha chegaram a cogitar comprar um binóculos para melhorar a vista...

Um bando de homens habitando um apartamento, realmente só poderia dar nisso.

Mas surpreendentemente, até que mantivemos o apartamento limpo, principalmente cozinha e banheiro, cômodos que tinham a tendência a ficarem caóticos, já a partir do segundo dia...



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário