quarta-feira, 9 de outubro de 2013

O Medo da Tristeza - Por Julio Revoredo

O medo da tristeza, tornou-se pecado no pais da alegria, mesmo que por traz da fuga, esconda-se a letargia.

A tristeza afugenta os covardes, do espelho da realidade, que incide contra a alegria demente, na cidade ingente.
Vivemos sob o regime da música pobre e absorvente, e dos medíocres apresentadores da TV, inscientes.

O medo da tristeza, tornou-se pecado no pais da alegria, onde todos, tem a obrigação ao bom humor na sociedade, como um não a distimia.

A tristeza inexiste, cuidado com aquele, em que a tristeza persiste.

A alegria e o bom humor a toda hora, será ?

O medo da tristeza, tornou-se pecado no pais da alegria.




Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas composições em que trabalhamos em parceria, em três bandas onde atuei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço.

No país do carnaval, é proibido estar triste, como se diz no folclore nacional. Mas o poeta contesta essa expectativa alienante.

2 comentários:

  1. "O medo da tristeza ....no país da ALEGRIA..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, Telma...

      Acho que não entendi direito a sua intenção com esse comentário sutil e dúbio. Vejamos : pelo que te conheço, quis imprimir uma visão macro, dando conta que a "alegria" suplanta a tristeza, em parâmetros espiritualistas, certo ? Se eu interpretei errado, corrija-me !

      De qualquer forma, excelente a sua predisposição em participar !

      Valeu !

      Excluir