terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 169 - Por Luiz Domingues

Fechado e sacramentado, o show do Sesc Consolação estava marcado para o dia 19 de novembro de 2012. 

Numa questão de sorte e azar, uma produtora de rádio que eu conhecera na Rede Social Facebook, chamada Silvana Castro, havia encantado-se com o Pedra, que não conhecera anteriormente, mesmo sendo experiente no meio radiofônico, e tendo trabalhado em emissoras como a 97 FM (fora produtora do locutor "Jota Erre", uma figura mítica ali, e que também trabalhara na 89 FM), e igualmente na Brasil 2000 FM. Silvana abordou-me no Facebook e perguntou se nós aceitaríamos conceder uma entrevista na Rádio CBN... ora, é claro que sim, e isso era a parte da sorte em questão. O azar, é que a entrevista só pode ser agendada para depois do show do Sesc Consolação, portanto, não deu para ser utilizada como ferramenta de divulgação do show em si... mas falo disso depois...
Acima, uma foto minha de 1978 e abaixo, uma cartaz outdoor de anunciando show de Gilberto Gil na velha unidade do Sesc Vila Nova 
 
A unidade do Sesc Consolação, para quem não conhece São Paulo, é uma das mais antigas dessa instituição, e tem muita história. Tal sede da Rua Dr. Vila Nova, no bairro da Vila Buarque, centro de São Paulo protagonizou shows históricos em suas dependências (quando era chamada de Sesc Anchieta / Teatro Pixinguinha), e nos anos setenta, eu mesmo assistira ali, inúmeros deles, absolutamente incríveis. Ali assisti Zé Ramalho; A Cor do Som, Caetano Veloso; Hermeto Paschoal; Alceu Valença; Bendengó; Papa Poluição; Made in Brazil; Jackson do Pandeiro; Jorge Mautner etc etc, entre 1977 e 1979, além do Festival Universitário de MPB de 1979, da TV Cultura, que revelou Arrigo Barnabé; Premeditando o Breque e outros. Portanto, eu estava honrado em apresentar-me num espaço que tinha tanta história, e que significara muito para a minha formação cultural, nos idos dos anos setenta, quando inebriado estava em construir uma carreira artística, seguindo os passos de todos esses artistas que ali assisti. Os tempos mudaram, os shows não ocorriam mais no antigo Teatro Pixinguinha, como naquela década, e agora o espaço reservado para tal finalidade musical era quase intimista, num anexo perto da antiga quadra de esportes (onde também vi vários shows). Tivemos um problema sério para estacionar, pois não deixaram-nos usar o estacionamento da instituição. Com nossos carros abarrotados de equipamentos e poucas vagas de rua num dia útil, naquela região super povoada de São Paulo, foi um pequeno sufoco para descarregar o backline da banda, e assegurar vagas para os respectivos automóveis de nós quatro. Após esse pequeno estresse, conseguimos finalmente colocar nossas coisas para dentro da unidade e ali, mediante a clássica burocracia da instituição, até chegar ao palco, foi uma sucessão de elevadores, corredores e funcionários sempre criando empecilhos para a circulação rápida que necessitávamos. 
Bem, quando o backline finalmente chegou ao local do show, vimos que os técnicos estavam ali esperando pela nossa montagem pessoal. Equipe terceirizada, eram sujeitos com postura alheia, quase denotando falta de foco. Sei lá por que motivo, pareciam contrariados por alguma questão interna entre sua empresa e o Sesc, e claro que não tinha nada a ver conosco, mas mal respondiam nossas perguntas básicas e assim, preocupamo-nos com o desenrolar de um soundcheck tenso e pior ainda, uma operação deixando a desejar na hora do show. 
Rodrigo Hid & Xando Zupo em ação com o Pedra no Sesc Consolação. Novembro de 2012. Foto : Fabiano Cruz
 
Mas aos poucos, a tensão entre eles foi dissipando-se e o Xando que é sempre expansivo com estranhos, foi minando a resistência soturna desses tipos, inserindo-os em piadas e "causos", com o gelo derretendo. Não ao passo de tornarem-se nossos "amigos", mas estabelecendo um clima ameno para garantir um bom andamento no trabalho. Mesmo assim, o soundcheck foi muito lento e cansativo, porque o técnico estava nitidamente perdido sobre quais medidas tomar para coibir microfonias das mais desagradáveis. Mesmo com o Xando tendo boa noção do assunto e dando-lhe dicas técnicas e básicas, o rapaz parecia nervoso e não dava jeito nas situações mais complicadas e com um P.A. de pequeno porte que ali encontrava-se, alguém mais experiente teria resolvido muito rapidamente. Um funcionário dessa empresa terceirizada confidenciou-nos que o rapaz que operava o som, era um novato, um ajudante e que aspirava ser técnico, mas estava ainda a fazer aulas como aprendiz. Por azar nosso, o técnico titular não iria e o novato é que faria a operação da mesa / mixagem. Nossa sorte, foi que o nosso técnico, Renato Sprada, que não iria trabalhar conosco naquela noite, apareceu repentinamente para assistir o show e mesmo em cima da hora, com o público já para entrar no local do show, fez algumas correções básicas, inibindo apitos insuportáveis e que destruiriam o show.
Luiz Domingues em ação com o Pedra no Sesc Consolação, novembro de 2012. Foto : Fabiano Cruz

Soundcheck cansativo ao extremo, quando fomos ao camarim, já faltava pouco para o início do espetáculo. Não deu para ter aquele relaxamento adequado de ante-show, mas tudo bem. Quando entramos, e a primeira música do show era "Megalópole", tinha programado-me para iniciar o show usando o Rickenbacker. O nosso roadie, Daniel "Kid", era muito experiente e trabalhava comigo e Rodrigo, desde as nossas respectivas passagens pela Patrulha do Espaço. Ele sempre preparava os meus baixos e equipamento, desde 2002. Contudo, assim que iniciei a tocar o riff em uníssono com as guitarras de Xando e Rodrigo, meu instrumento estava completamente desafinado. O que tinha acontecido ?? Ele afinara-o momentos antes; o ar condicionado do teatro estava ameno e as tarraxas do meu instrumento estavam em perfeitas condições de normalidade, sem nenhuma avaria. Nunca descobri, mas é patente que algum sabotador foi lá e desafinou de propósito. Por vandalismo ? "Trollagem" ? Bem, rapidamente sinalizei para o Daniel auxiliar-me, fazendo a troca de instrumentos com a música em curso e no segundo módulo, eu já estava de volta à música tocando, desta feita usando o Fender Jazz Bass. Mais para o meio do show, voltei a usar o Rickenbacker novamente e ele estava perfeito, portanto, o começo com duas cordas completamente desafinadas fora obra de uma sabotagem misteriosa. Só podia ser essa a explicação. Por quem ? Para que ? Nunca descobri...
Pedra em ação no Sesc Consolação, 19 de novembro de 2012. Primeira foto de Fabiano Cruz e as duas posteriores, de Grace Lagôa  
 
O show foi bastante emocionante pela carga de comoção que havia depositada em torno da expectativa do público presente. A lotação máxima era diminuta naquele micro teatro de bolso, mas além de esgotada, muita gente ficou sem ingresso e quando anunciamos o show, teve uma reação de apoio e regozijo por parte de fãs que estavam contentes com a nossa volta à cena artística.
 
Um trecho muito curto mas bastante significativo da música "Estrada", capturado pelo baixista superb, Norton Lagôa, que estava na plateia. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=YvqOyJDRToY
"Filme de Terror" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=5pqZq4QAWhE

Muitos fãs antigos da banda estavam presentes, em estado eufórico. Houve até um instante de improviso e que foi muito bonito da parte do grande Cezar de Mercês, nosso amigo e parceiro de composição, que num hiato de silêncio do show, levantou-se de seu assento e fez um discurso inflamado enaltecendo a nossa banda. Foi muito inspirador; emocionante e bonito para todos nós, isso eu asseguro.
 
"Longe do Chão" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Filmagem de Kico Stone. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=lhYyIUQxvUs
Aqui, a versão na íntegra de "Estrada". Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=ivMlHWRgcLE 
 
"Sou mais Feliz" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube
https://www.youtube.com/watch?v=6qxfOwzMAXk
 
"Luz da Nova Canção" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=zim0mjtfEHE
 
"Só" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=TyJvBX-xzXE

As músicas foram sendo executadas com bastante segurança, e a banda mostrou estar de volta à velha forma.
 
"Jefferson Messias" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=v4ErQdDf2ik 
 
"Projeções" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=S4v9VyJnq7g

Sobre o set list, era bem mesclado com músicas dos dois discos anteriores, mais os singles de 2010, e algumas novas que já estavam incorporando-se, caso de "Luz da Nova Canção" (curiosamente em parceria com o Cezar de Mercês que citei acima), e "Os Teus Olhos", uma delicada canção composta pelo Rodrigo. Um amigo que eu conhecera por ser apoiador dos Kurandeiros, chamado Kico Stone, apareceu e film-maker de primeira linha (eu costumava brincar com ele, chamando-o de "D.A. Pennebacker do Rock Paulistano"), filmou e tornou-se doravante um admirador do Pedra, também, sempre filmando e postando trechos de nossos shows, no seu canal de You Tube.
 
"To Indo a Mil" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=xOIoMeKzCaw
 
"Nossos Dias" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=SZ1I7vF7e2k
"Letras Miúdas" no Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Eis o Link para assistir no You Tube :
 
https://www.youtube.com/watch?v=h1mE2NWuf5E

Apesar de ter transcorrido num pequeno espaço, esse show foi marcante para a banda e para o público que assistiu-o. Isso deu uma injeção de ânimo para a banda, sem dúvida e aliada a essa apresentação, outras boas novas precipitaram-se numa cascata até o final do ano, dando-nos um grande alívio, já que a velha tensão e o dilema clássico do Pedra sobre tocar em qualquer lugar ou esperar para tocar em lugares com boas condições, apenas, estava ameaçando-nos novamente...
Todos os vídeos acima sugeridos, foram produzidos e editados por Michel Camporeze Téer e Fausto Oliveira (com exceção de vídeos de Kico Stone e Norton Lagôa, destacados no início), fãs e amigos abnegados da banda desde os primórdios do Pedra, tendo assistido quase todos os shows que fizemos desde 2006, na primeira fase do trabalho. As câmeras da filmagem, foram feitas por eles, também e com apoio de Nazir Correa; Vera Mendes e Alessandra Oliveira. Sesc Consolação, 19 de novembro de 2011, segunda-feira, e com sessenta pessoas na pequena arquibancada (lotação máxima, acreditem...) : esse foi o show da "volta" do Pedra.
 
Resenha muito bacana desse show, escrita pelo jornalista Fabiano Cruz em seu Blog, Alquimia Rock Club. Eis o Link abaixo :
 
http://www.alquimiarockclub.com.br/resenhas/3730/
No camarim do Sesc Consolação em 19 de novembro de 2012. Da esquerda para a direita : Luiz Domingues; Rodrigo Hid; Xando Zupo e Ivan Scartezini. Foto : Grace Lagôa 

No camarim do pós-show, a euforia era geral entre os membros da banda e os fãs que abordaram-nos. Mas eu, particularmente, já não nutria o mesmo sentimento. Longe de minha intenção ser chato e cortar o prazer alheio, mas eu não conseguia sentir o mesmo pela banda, mantendo-me numa postura não tão esfuziante, muito mais comedida que a dos demais colegas. Um sintoma emblemático ? Creio que sim, lamentavelmente...
                     Foto : Fabiano Cruz


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário