segunda-feira, 6 de julho de 2015

Autobiografia na Música - Sala de Aulas - Capítulo 77 - Por Luiz Domingues

 

Ainda abordando tal assunto, lembro-me bem que na iminência do lançamento do CD do Pitbulls on Crack, foram encomendadas filipetas exclusivamente para divulgar tal proximidade do lançamento, e com um show internacional de grande porte à vista (AC/DC, no estádio do Pacaembu), resolvemos usar essa força de trabalho em mutirão, e com o apoio dos "monges", liderados por meus primos, Emmanuel Barreto e Helder Pomaro, muitos de meus alunos participaram ativamente.
Emmanuel Barreto, meu primo, um dos "monges" em questão, e atualmente, dono do Site/Blog Orra Meu, onde colaboro desde 2011.

Claro que para eles tinha a conotação de farra, mas o trabalho que faziam auxiliando a minha banda era extraordinário. Fora isso, era clara também que a força que demonstravam nessas ações coordenadas, denotava o poder de mobilização que possuíam.
Alguns dos "monges"...Natanael; Betina; Emmanuel e Wagner "Baiacu", da esquerda para a direita, em foto de 1996

Nesses termos, claro que um pequeno contingente desses, bem coordenados e motivados, poderia fazer barulho, culturalmente falando. Eram inteligentes, cultos e tinham ideais. Fora a evidente energia juvenil e inerente.
Helder Pomaro, meu primo, e outro membro da troupe dos "monges"

Sendo assim, logo estariam ajudando-me novamente e desta feita, num mutirão com organização de linha de produção de fábrica, praticamente, quando envolveram-se na montagem das latas que compunham o aparato de divulgação do CD do Pitbulls on Crack.

Já abordei esse fato no capítulo exclusivo da banda, mas vou tentar achar novas luzes para comentar essa fase muito legal de união entre eles e eu, sob o ponto de vista da minha relação como professor, portanto adequadamente comentados neste capítulo "Sala de Aulas".

E logo mais, faço isso.
Wagner "Baiacu", outro componente dos "Monges"

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário