sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 46 - Por Luiz Domingues

Foi uma fase de muitas resoluções e ações práticas adotadas. Por exemplo, resolvemos criar uma embalagem especial que acompanharia o CD à imprensa. Com a ajuda criativa da Grace Lagôa, conseguimos chegar a um resultado bonito esteticamente, e bastante acessível, financeiramente falando. 

Era um Kit, que acompanhava o CD, contendo : uma camiseta estilo "Tie  Dye" (psicodélica), com o logo da banda; um adesivo, o release do disco e uma pedra, literalmente, que compramos numa loja de pedras semi preciosas. Era polida, de leve cor amarronzada e cujo nome científico vou ficar devendo, porque realmente esqueci-me. E para embalar o Kit, um saco rústico de tecido, provavelmente de sacas de grãos, porém estilizado e fechado com uma fita colorida para embrulhar presentes. Ficou realmente de bom gosto, e a julgar pelas reações das pessoas da imprensa que receberam-no, amplamente aprovado. 
          Tony Babalu e Marina Abramowicz, em foto de 2008

Como o disco sairia pelo selo Amellis Records de propriedade do guitarrista Tony Babalu, teríamos um apoio extra, mesmo tratando-se de um selo modesto de estrutura pequena. Havia uma jornalista que prestava apoio na parte de assessoria de imprensa, chamada Marina Abromowicz, e através da Amellis Records, também fechamos um acordo com a distribuidora Tratore, especializada no universo da música independente. 
Xando Zupo e Eduardo Xocante, em foto de 2005, por ocasião da produção do primeiro vídeo clip do Pedra

Concomitantemente, a ideia do novo vídeo clip amadureceu. Com reuniões realizadas com o diretor Eduardo Xocante, fechou-se a ideia de que realizaríamos o clip de "Sou Mais Feliz" e desta feita, com inserções de dramaturgia proporcionadas por um casal de atores. Já no campo dos shows, demos enfim o pontapé inicial para o debut da banda nos palcos, com a marcação de três datas.
O primeiro seria ao ar livre, participando da Feira de Artes da Vila Pompeia; o segundo, no Café Aurora, e o terceiro, finalmente num palco grande, no Centro Cultural São Paulo.
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário