sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 46 - Por Luiz Domingues


Foi uma fase de muitas resoluções e ações práticas adotadas. 

Por exemplo, resolvemos criar uma embalagem especial que acompanharia o CD à imprensa.

Com a ajuda criativa da Grace Lagôa, conseguimos chegar à um resultado bonito esteticamente, e bastante acessível, financeiramente falando. 

Era um Kit, que acompanhava o CD, contendo : uma camiseta estilo "Tie  Dye" (psicodélica), com o logo da banda; um adesivo, o release do disco e uma pedra, literalmente, que compramos numa loja de pedras semi preciosas. 

Era polida, de leve cor amarronzada e cujo nome científico vou ficar devendo, porque realmente esqueci. 

E para embalar o Kit, um saco rústico de tecido, provavelmente de sacas de grãos, porém estilizado e fechado com uma fita colorida de embrulhar presentes. Ficou realmente de bom gosto, e a julgar pelas reações das pessoas da imprensa que o receberam, amplamente aprovado. 
Tony Babalu e Marina Abramowicz, em foto de 2008

Como o disco sairia pelo selo Amellis Records de propriedade do guitarrista Tony Babalu, teríamos um apoio extra, mesmo se tratando de um selo modesto de estrutura pequena. 

Havia uma jornalista que prestava apoio na parte de assessoria de imprensa, chamada Marina Abromowicz, e através da Amellis Records, também fechamos um acordo com a distribuidora Tratore, especializada no universo da música independente. 
Xando Zupo e Eduardo Xocante, em foto de 2005, por ocasião da produção do primeiro vídeo-clip do Pedra

Concomitantemente, a ideia do novo vídeo-clip amadureceu. Com reuniões realizadas com o diretor Eduardo Xocante, fechou-se a ideia de que realizaríamos o clip de "Sou Mais Feliz" e desta feita, com inserções de dramaturgia proporcionadas por um casal de atores. 

Já no campo dos shows, demos enfim o pontapé inicial para o debut da banda nos palcos, com a marcação de três datas. 

O primeiro seria ao ar livre, participando da Feira de Artes da Vila Pompeia; o segundo, no Café Aurora, e o terceiro, finalmente num palco grande, no Centro Cultural São Paulo.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário