domingo, 4 de outubro de 2015

Autobiografia na Música - Magnólia Blues Band - Capítulo 11 - Por Luiz Domingues


O próximo convidado da Magnólia Blues Band, era um showman, na essência do termo...

Um ótimo guitarrista, com ligação direta com o Rock e o Blues, é bem verdade, mas muito mais conhecido por uma longa carreira como ator/comediante da TV, Ricardo Corte Real abrilhantou a Quarta Blues de 21 de maio de 2014.

De fato, a performance dele fugiu à normalidade dos artistas convidados anteriores, exatamente por ter esse lado de show man muito forte na sua personalidade. Portanto, foi divertido tocar com ele, que atuou como se estivéssemos nos apresentando em Las Vegas, na maior tradição de um entertainer.
"Rock me Baby" com Ricardo Corte Real

Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=cYIlLBqiwMw

Tocamos muitos clássicos do Blues e do Rock, é claro, mas também algumas surpresas como uma versão de Eleanor Rigby, dos Beatles, num arranjo Soul Music, que é marca registrada de Ricardo em seus shows pela noite.
"Magnolia", com Ricardo Corte Real conosco

Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=I8rNNOflR4U 
"O Mundo é Cruel", com Ricardo Corte Real e a Magnólia Blues Band + Edu Dias

Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=jWlXo8_vj34

Extremamente simpático e bem humorado, comandou a noite com piadas e brincadeiras, descontraindo bastante a noitada.

Bem, foi bacana demais tocar com um artista que eu admirava desde os anos sessenta, quando de sua atuação como ator na sitcom "A Família Trapo". Na época, e digo mesmo que até hoje, eu considerava/considero, o personagem dele nessa atração, "Sócrates", um similar brasuca do personagem de Billy Mumy na série Lost in Space (Perdidos no Espaço), "Will Robinson".

Fora ser ator/comediante e músico, Ricardo também é publicitário e um radialista de muita experiência. Geralmente comandando programas de Blues e Rock em emissoras de porte no dial paulistano, também já foi diretor da Kiss FM, num momento inicial dessa emissora que se dedica ao Rock, exclusivamente.

Em 1999, cheguei a visitar seu gabinete na emissora, para lhe entregar material da Patrulha do Espaço, mas ele não mencionou se lembrar disso na noite do Magnólia e eu fiquei na minha, não o relembrando desse acontecimento.

Como última menção dessa participação dele com a Magnólia Blues Band, relaciono o fato de que o gaitista/cantor, Edu Dias apareceu para uma canja.

E também tivemos a participação do gaitista/cantor, Alex Dupas, que estava relacionado para ser o convidado da semana posterior e que apareceu inesperadamente para um canja.

Mais uma surpresa de última hora, uma pessoa que estava no público, nos abordou no intervalo e nos disse que era músico e estava com seu instrumento a postos. 

Claro que o chamamos, e então esse rapaz chamado Marcelo, cujo sobrenome não anotei, acabou também contribuindo com a noitada, tocando seu saxofone.

Na semana seguinte, o convidado foi Alex Dupas, já citado acima.



Gaitista; cantor e compositor, estava a pleno vapor divulgando o seu CD solo, tem como título : "Assalariado", cuja música homônima, com letra bem humorada, remetendo ao Joelho de Porco de certa forma, tocamos na noite, naturalmente.


Surpresa agradável, o casal Ciro Pessoa e Isabela Johansen apareceu e deu sua canja, também, e claro que era uma autêntica reunião do "Nudes", pois eu; Luiz Domingues; Kim Kehl e Carlinhos Machado, éramos/somos também membros da mesma banda.

Na semana seguinte, eu tive que me ausentar da apresentação da Magnólia Blues Band, pois o inevitável ocorreu...tocando com muitas bandas, era inacreditável que um conflito de agendas não ocorresse...

Com show marcado para o Pedra na mesma noite, e curiosamente numa casa rival do próprio Magnólia Villa Bar, no quesito Blues, no caso o Bourbon Street.

 

Então, a solução encontrada pelo Kim para suprir minha falta foi a mais criativa possível, ao convidar um baixista. No caso, Rodolfo Braga, um baixista com longa carreira e história no Rock brasileiro, se apresentou como convidado da noite de 4 de junho de 2014.

De volta ao meu posto na banda, na noite de 11 de junho de 2014, o convidado foi o nosso amigo, Edu Dias.

Figura carimbada e carismática, estava acostumado a atuar conosco em muitas participações da MBB em canjas, além de participações nos shows dos Kurandeiros em outras casas noturnas, mas finalmente, seria o convidado especial e oficial da noite.

Claro que foi bastante divertido, dentro da normalidade de sua participação conosco em tantas ocasiões.

A se mencionar o fato de que o público foi muito bom na casa e coincidindo com a performance sempre carismática de Edu Dias, fez com que a interação com o público fosse excelente.

E também mencionável o fato de que após a nossa apresentação normal, uma orquestra de gafieira assumiu o palco e um público inteiramente diferente ocupou as dependências do Magnólia Villa Bar, para varar a madrugada dançando. No mínimo exótica a dobradinha...

Nas semanas posteriores, outras feras do Blues brasuca estavam agendadas...

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário