terça-feira, 27 de outubro de 2015

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 63 - Por Luiz Domingues

 

Pois então, o "R" passou da animação inicial aos chamados "perdidos", esquivando-se ao telefone e deixando-nos confusos sobre seu interesse, ou completo desinteresse. 

Mas, aproximava-se a data do Festival Internacional onde estávamos inseridos, e resolvemos apostar numa chance para ele mostrar se tinha condições de nos representar. 

Talvez tenha sido o nosso maior erro em relação à ele em específico, e também com o festival em si, pois essa tomada de posição gerou constrangimentos no dia do show, conforme relatarei logo mais. 

Antes de falar do show propriamente dito, preciso dizer que o simples comunicado ao produtor do festival, que levaríamos um manager que havia recém fechado conosco, causou um mal estar. 

Mas não deveria, pois muito pelo contrário, quando o procuramos inicialmente, o nosso propósito era o de pleitear que ele nos empresariasse. A história do Festival atropelou essa nossa conversação, e como era também muito interessante para nós, acabamos entrando na dele que se recusava a falar sobre qualquer outro assunto. 

Mesmo com nossa insistência em deixar claro que queríamos falar sobre a gestão de nossa carreira, ele estava focando apenas no festival. Portanto, ficamos perplexos por ele se mostrar melindrado, pois durante meses, ficamos aguardando algum sinal dele, mas ele nunca sinalizou claramente que teria um interesse pós-festival. 

Seria compreensível que estivesse muito atarefado por essa produção, mas bastaria deixar isso claro, coisa que nunca fez. E para corroborar essa tese, havia o assistente dele, que forçava a barra para a banda de adolescentes "emo" que apadrinhava, entrasse nessa posição. 

Também compreensível que tivesse essa intenção, apesar da fragilidade técnica e artística daqueles molequinhos "emo". 

A seguir, falarei sobre a coletiva de imprensa do Uriah Heep, em que fomos convidados a assistir na véspera do show, que tem histórias boas para contar e até uma micro-filmagem, postada no You Tube, desde 2006. 



Todas as fotos são de Grace Lagôa

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário