quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Desconstrução - Por Julio Revoredo


Tributário de águas escuras

Abraço labiríntico de raízes de árvores e cipós

Matthew Barney

Calhamaço

Sem 1 O+lho


Deja-Vú, jaula nula

Chrysler Crown Imperial 1967


Vida espartana

Hercúleo trabalho

Quadro a óleo

Mio e Mao

Aira, o velho ermitão

Mercúrio esgoto



  

Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas músicas que criamos em parceria em três bandas por onde atuei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço.
Neste poema, trabalha com imagens fortes evocando a força hercúlea extraída das entranhas do ser humano.

2 comentários: