sábado, 17 de outubro de 2015

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 53 - Por Luiz Domingues

Na semana do show do Centro Cultural São Paulo, nós tínhamos um compromisso importante de divulgação, não só desse show, mas sobretudo do lançamento do primeiro disco.

Seria a nossa segunda participação no programa ao vivo da emissora Brasil 2000 FM, um dos mais tradicionais de São Paulo e do Brasil, em termos radiofônicos e centrados no Rock.

Já havíamos participado em 2005, ainda com Alex Soares na formação, mas agora a nossa missão era ainda mais importante, devido ao lançamento do disco, iminência de lançamento de mais um vídeo-clip e um show num lugar muito tradicional de São Paulo.
Na segunda foto, Renato Carneiro operando a mesa no estúdio da Brasil 2000 FM, sendo observado pelo radialista, apresentador e produtor do programa, Osmar Santos Junior

Particularmente, eu estava habituado a participar desse programa, pois toquei ao vivo e fui entrevistado com o Pitbulls on Crack, duas vezes (1993 e 1997), e Patrulha do Espaço (2000), fora duas entrevistas com A Chave / The Key, em 1988.

Produzido e apresentado pelo dinâmico Osmar Santos Junior, popular "Osmi" (e nada a ver com o famoso locutor esportivo), o programa existe até os dias atuais (2015), mesmo tendo mudado de nome muitas vezes ("Clip Independente"; "Brasileiros & Brasileiras"), mas sempre mantendo o formato : banda tocando ao vivo, mesclado com entrevista comandada pelo Osmar e perguntas de ouvintes.

Fizemos um som muito legal no estúdio, teve bastante interação com os ouvintes, e foi importante para a divulgação do disco que estava saindo, além do show que faríamos e precisava ser alardeado.

A verdade é que a banda estava numa forma espetacular, muito bem ensaiada e a performance ao vivo no estúdio da emissora Brasil 2000 FM, manteve o padrão de qualidade que havíamos adquirido.
Pedra & equipe + Osmar Santos Junior + Nelson Brito, do Golpe de Estado

Fizemos todo o possível para caprichar na produção desse show no CCSP. 

Entre tantas ideias que tivemos, a do telão com projeções foi a mais viável como cenário.

O Xando produziu esse material que era simples, mas foi muito funcional, mesclando algumas montagens de fotos da banda, com fractais psicodélicos e efeitos similares. 

No tocante à divulgação, fizemos um cartaz bem psicodélico, também, nos moldes dos cartazes que estávamos desenvolvendo desde o início. 

A diferença, nesse caso, era que seria de fato nosso primeiro show sozinhos, sem compartilhar com outras bandas. 

Para o Clip, o Eduardo Xocante programou-se para fazer diversas tomadas, recrutando cinegrafistas que estariam na equipe técnica do clip. 
No camarim do CCSP : Xando Zupo com os atores Claudia Cavalheiro (primeira à esquerda); Daniel Alvim (blusa azul), e Mel Lisboa

O show foi filmado sob vários ângulos, inclusive aproveitando a entrada do casal de atores, misturados à plateia. Tais cenas se integrariam na edição final, dando a ideia dramatúrgica de que o casal fictício fora assistir o show do Pedra. 

E na parte musical, convidamos três percussionistas que tocariam conosco na música "Me Chama na Hora", reproduzindo a batucada de escola de samba contida na gravação do CD.
 
1ª Foto : Caio Ignacio; 2ª Foto : Roby Pontes; e 3ª Foto : Sandro San

Ensaiamos previamente com Caio Ignácio, que foi o músico responsável por toda a batucada no CD, mais o amigo Roby Pontes (hoje baterista do Golpe de Estado) e outro excelente percussionista chamado Sandro San (que participaria em 2008 da gravação do CD Pedra II, e anos depois, se tornaria muito famoso no mainstream, como´vocalista/percussionista da banda "Sambô"). 

Com esse trio, a batucada ficou excelente, mesclando-se ao nosso baterista Ivan Scartezini.

Estávamos afiados e o dia do show chegou...
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário