segunda-feira, 18 de maio de 2015

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 75 - Por Luiz Domingues

Encerradas as sessões de gravação, iniciamos o processo da mixagem. Aí foi um pouco penoso, porque um dos donos do estúdio insistiu em fazer o trabalho junto com o técnico, e ambos compactuavam do mesmo gosto musical (e paradigmas de metodologia de mixagem), e que era diametralmente oposto ao nosso. Infelizmente os rapazes cultuavam o pop insosso dos anos oitenta e queriam transformar o nosso disco num pastiche de timbres de lata, semelhantes ao de artistas que admiravam, como "Tears for Fears"; "Frankie Goes to Hollywood"; "A Flock of Seagulls"; "Thompson Twins"; "Culture Club"; "Madness"; "Everything but the Girl" etc etc. Ora, nosso som era cru, com um pé no som indie daquele momento noventista, e outro no Glam Rock setentista, portanto, tal sonoridade sugerida por eles, era uma aberração, parecida como se o Martinho da Vila fosse gravar um disco de música folk romena...

Nunca houve uma briga ou clima pesado, mas as sessões de mixagem foram extremamente chatas por conta desse embate ideológico entre as partes, e convenhamos, o fato de não estarmos pagando do bolso, não dava-lhes o direito de intervir tão acintosamente no nosso conteúdo artístico. Sei que não faziam por mal, pois o objetivo era o de usar o nosso disco como cartão postal do estúdio para atrair outros artistas, contudo, exageravam nessa aspiração pessoal, querendo impor uma metodologia estética que arruinaria o nosso trabalho, em detrimento de seus interesses pessoais.

Nessa fase, vale destacar também que a MTV foi ao estúdio e gravou uma matéria relativamente grande, com entrevistas e dando a maior cobertura ao estúdio. O Chris usou uma camiseta, e eu um boné do estúdio, para concedermos as entrevistas e era mais que justo que fizéssemos tal merchandising na TV. Os donos do estúdio ficaram muito contentes com essa movimentação e nós também. Assista abaixo a entrevista feita pela MTV com a banda, no estúdio Spectrum :


Eis o link para assistir no You Tube : https://www.youtube.com/watch?v=-d7UMh8u6Is

Era o programa "Fúria Metal", apresentado pelo Gastão Moreira, um dos últimos remanescentes da primeira geração de VJ's daquela emissora, e em 1996, eram lamentavelmente, os últimos suspiros da estação como um canal de TV dedicado à música propriamente dita, visto que desde 1995, a grade começou a buscar o conteúdo popularesco, e logo a seguir, o caminho imbecilizante que adotou até os seus últimos dias.

O Pitbulls on Crack na companhia do amigo Gastão Moreira (terceiro da esquerda para a direita), então DJ da MTV.

Mesmo sendo um programa dedicado ao Heavy-Metal, o Pitbulls on Crack teve sempre uma abertura bacana, pela camaradagem do Gastão Moreira e nessa reportagem in loco, foi muito generoso conosco, dedicando quase o programa inteiro para nós. Nessa entrevista, tem um momento hilariante, com o Chris simulando estar gravando os vocais de "The Winding Moon". Ele fez caras e bocas imitando o Marc Bolan, ficando muito divertido.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário