quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Autobiografia na Música - Kim Kehl & Os Kurandeiros - Capítulo 10 - Por Luiz Domingues


O próximo compromisso dos Kurandeiros animou-me bastante. 

Isso porque seria a rigor, um show de fato, e não uma performance de bar, onde inevitavelmente teríamos que tocar muitos covers.

Fiquei animado com essa perspectiva, pois fazia tempo que não participava de um show autoral, de fato, desde o final das atividades do Pedra. 

O palco do Centro Cultural Gambalaia antes do show, com o Backline dos Kurandeiros pronto para a ação !

O local seria um mini centro cultural localizado na cidade de Santo André, no ABC paulista, e chamado "Gambalaia".

Bem localizado, entre o bairro Jardim e o centro da cidade, costumava abrir seu espaço para bandas independentes e autorais, e tinha a nobre determinação de evitar apresentações de bandas cover.


Era na verdade uma ex-moradia de família, uma residência adaptada, portanto, e seu espaço era bem limitado fisicamente, porém bastante aconchegante.

Na parte inferior do sobrado de esquina, ficava um bar e um espaço para exposições de artes plásticas; e na superior, o espaço de shows e/ou dramaturgia; saraus literários & palestras, mas que também era reversível para um cine-clube.


Nessa apresentação, tocamos com um ótimo line-up dos Kurandeiros, com o Kim no comando; Carlinhos na bateria; eu no baixo; Nelson Ferraresso nos teclados, e Renata Martinelli nos vocais.

Foi uma apresentação muito gostosa, só com o trabalho autoral dos Kurandeiros, e portanto dando ao show, um verniz de show de Rock, com muita qualidade.  

 

Sequência de fotos com o Kim brincando com o público. Na foto do meio, a presença do guitarrista Caio, da banda "O Livro Ata", de Santo André, e abaixo, Samuel Wagner, lendário roadie da Patrulha do Espaço, com quem trabalhei por muitos anos, e figura carimbada nos agitos culturais na cidade de Santo André   

O público, infelizmente não foi bom. E gerou até uma revolta dos poucos e abnegados rockers presentes, pois segundo alegavam, muita gente que esperava pelo show, acabou não aparecendo. 
 

Entre os poucos presentes, o velho discurso da desunião, "mimimi" e blábláblá, na saída, mas que particularmente, eu relevei, talvez por ter 51 anos de idade naquele instante, e esse tipo de constatação, além de não ser nenhuma novidade para mim, não levava a nada. 

O importante para mim, foi que tratou-se de um show muito legal, num local aconchegante e aquela pouca quantidade de pessoas ali presentes, estava bem animada e disposta a ouvir os Rocks e Blues dos Kurandeiros de Kim Kehl, e para mim, o prazer de estar numa banda de Rock, sobre um palco, determinação que trago desde os 14 anos de idade... 

Um pequeno trecho da balada "Eu vi um Anjo", nesse show do Gambalaia

O link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=J0T7gwBDan4

O show ocorreu no dia 18 de novembro de 2011, no Gambalaia, de Santo André, cidade grande do grande ABC...
Todas as fotos de Lara Pap, com exceção dessa última acima, de Natália Eidt

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário