domingo, 16 de agosto de 2015

Autobiografia na Música - A Chave / The Key - Capítulo 15 - Por Luiz Domingues


No final de maio, tivemos mais uma apresentação, mas desta feita, foi algo sui generis...

O Eduardo Ardanuy fora convidado a fazer uma exibição num evento patrocinado pela escola IG & T, uma escola moderna de aprendizado musical, e tendo como um dos seus proprietários, o guitarrista do Rádio Táxi, Wander Taffo.  

Tal evento se realizou no Victoria Pub, e de fato, foi curioso voltar ao palco daquela casa noturna, cinco anos após a velha Chave do Sol ter tido um momento de uma certa euforia, decorrente do primeiro pico de ascensão que experimentáramos na nossa iniciante carreira como banda.

Agora, era uma situação bem diferente.

Tratava-se de uma outra banda, e não seria uma temporada como a que A Chave do Sol tivera entre fevereiro e abril de 1983.

A ideia era um show de choque, e o foco nem era a nossa banda em si, mas o holofote sobre o Eduardo Ardanuy, exclusivamente.  

Tratado como uma exibição de guitarristas que eram alunos de tal escola, cada um se fez valer de sua própria banda como apoio, mas o foco era tão somente a performance dos guitarristas.

Tudo bem, não ficamos constrangidos em participar e entre nós, tratamos o evento como um show normal da banda, mesmo porque era aberto ao público em geral, e não tinha caráter de recital de conservatório, tão somente, e restrito a alunos; professores, e parentes de alunos.

Tocamos quatro ou cinco músicas normais de nosso repertório, e todas tinham longos solos de guitarra, como era praxe desse material novo dessa nova banda.

Lembro de haver uma bancada de professores, como se fosse um júri de festival de MPB, mas sinceramente não me recordo se havia alguma intenção de estabelecer algum tipo de premiação para os que fossem considerados "melhores" etc e tal.

Em tal bancada, entre outros, lembro-me das presenças de Wander Taffo e André Christovam, e que este último, brincou comigo bastante, soltando gritos de brincadeira, eu sei, falando que eu é que era o destaque da banda...

Enfim, tocamos como num show normal, dando o nosso recado.

Aconteceu no dia 25 de maio de 1988, com cerca de 300 pessoas no recinto, aliás, para os padrões do Victória Pub, era uma baixa frequência...
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário