segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 105 - Por Luiz Domingues


Tocamos outras músicas nesse dia, mas os vídeos que um fã/amigo, e que teve curta participação como roadie da banda em 2000, (Rogério André), disponibilizou no You Tube, são esses anteriormente citados.

O programa era obscuro, e evidentemente que teve audiência quase zero na época de sua exibição. A despeito da qualidade de imagem ser precária, pela falta de recursos de iluminação melhores no estúdio daquela universidade, claro que foi válido participar.

Uma pena, pois a performance da banda foi boa, com pouquíssimos erros e isso deve ser creditado ao fato de que estávamos bem azeitados pela frequência boa de shows que fazíamos.

O próximo compromisso que teríamos, seria numa casa noturna famosa do interior de São Paulo, e que já havíamos visitado no final de 2000.

E nesse show em específico, uma novidade aconteceria como um teste preliminar, mas que tornaria-se doravante uma esperança de solução para a logística da banda, mas concomitantemente, uma fonte permanente de dores de cabeça, para todos nós.

A esposa do Junior na ocasião, conhecera um rapaz que era dono de duas vans, e que levara a banda para shows no interior, anteriormente, no regime de locação.

Esse sujeito disse ter conhecido um outro rapaz que estaria vendendo um ônibus, por um preço convidativo, e que estaria disposto a facilitar o pagamento.

Então, numa fase onde tínhamos muitas oportunidades de tocar em cidades interioranas; viajar para outros estados, e sobretudo, deixávamos uma gorda fatia de nossos cachets sair de nosso bolso para pagar a locações de  micro-ônibus, vans e similares, a ideia de ter um transporte próprio, parecia ser boa em princípio, mas muitos desdobramentos ocorreriam dessa ideia.

Claro que conversamos e ponderamos os prós e contras de um investimento desses. A autonomia para viajar, parecia ser o grande argumento pró, mas a contrapartida gerava dúvidas. Não seria melhor investir tal dinheiro em outras coisas importantes para a banda ?

Enfim, essa conversa nos ocupou a atenção entre agosto e setembro de 2001.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário