domingo, 30 de agosto de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 101 - Por Luiz Domingues


Em abril de 2001, a Revista Guitar Player também abordou os dois guitarristas da Patrulha, entrevistando-os, e de quebra falando bastante do CD Chronophagia.

Eis a íntegra dessa matéria :

"Patrulha do Espaço - Pegada

'Gostamos de tudo o que é vintage. Aliás, nós somos vintage', diz Marcello Schevano.  É algo natural que está no nosso som, no nosso equipamento, na maneira como a gente se veste. É a nossa vida', completa Rodrigo Hid

O nome Patrulha do Espaço talvez o leve a imaginar uma banda futurista e seus integrantes, vestidos em roupas prateadas, produzindo um som no estilo das trilhas sonoras de filmes de ficção científica.

No entanto, tudo na Patrulha do Espaço é vintage. Músicas, letras, timbres, equipamentos e visual. A banda, que já possui em seu currículo oito LP's gravados, teve há dois anos, 75% de sua formação reformulada, e consta agora com os guitarristas Marcello Schevano e Rodrigo Hid, e o baixista Luiz Domingues (ex-A Chave do Sol).

Da formação anterior, permaneceu Rolando Castello Junior. Mesmo com a inclusão dos novos membros, a sonoridade da banda permanece com sua característica própria, sem perder a referência dos bons trabalhos do passado.

No mais recente CD da banda, Chronophagia, as tarefas de guitarra rítmica e solo, vocais e teclados são divididos pelos dois guitarristas.

'Somos amigos de infância e tocamos juntos há muito tempo, por isso temos um bom entrosamento musical', diz Marcello.

Ambos são multiinstrumentistas autodidatas, e dividem também as partes dos vocais e teclados. Por gostar muito de composição, Marcello decidiu aprender outros instrumentos. Hoje, também toca flauta transversal.

'O músico que toca vários instrumentos tem mais facilidade para compor, pois consegue concretizar melhor suas ideias', diz Rodrigo.

O CD foi gravado ao vivo no Estúdio Camerati, em fita de rolo de 1 polegada, em 24 canais. 'A mixagem também foi analógica. Tudo foi gravado microfonado , nada direto', conta Marcello.

'Muitas coisas  foram improvisadas, pois a banda tem a característica de fazer muitas jams e deixar as coisas bem livres'

Marcello usou uma Gibson SG e uma Fender Stratocaster, e Rodrigo, uma Gibson Les Paul Custom Black Beauty 1973 e uma Fender Stratocaster 1990, modelo Eric Clapton.

As guitarras foram plugadas em um Fender the Twin; um Marshall JCM 900; Um Fender Bandmaster e um Meteoro MHA 100.

De efeitos, Marcello usou um Cry Baby e um Roland Space Echo; e Rodrigo empregou um Wah Vox, e um pedal super phaser da Boss.

Os violões foram Yamaha de 6 e 12 cordas e um Giannini de 12 cordas, dos anos 70.

O Patrulha do Espaço conta com dois bons guitarristas, mas sem o conceito de virtuosismo individual. 'O que me chama a atenção numa música é uma guitarra bem aplicada. Gosto de músicas que tem canção, como as do Paul McCartney, com solos do George Harrison, que são simples e embelezam a música', declara Marcello.

'Outro exemplo é o solo do Carlini em 'Ovelha Negra'. É simples, mas é perfeito'."

Vera Kikuti


Boa matéria, sem dúvida. Parece que em relação à matéria da revista concorrente, "Cover Guitarra", os dois meninos deram uma amadurecida, mas na verdade, houve um tempo muito pequeno entre uma entrevista e outra. Bom para eles e para a Patrulha que ganhava mais uma matéria bacana nas bancas de jornais e revistas, e com os dois mostrando-se mais preparados, desta feita.


Claro, por se tratar de uma revista técnica, e destinada à guitarristas e aspirantes a, houve uma descrição de guitarras, violões, amplificadores e pedais usados nas gravações do álbum, questão pertinente para os apreciadores de técnicas e timbres, produção de áudio etc.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário