quarta-feira, 10 de junho de 2015

Autobiografia na Música - Sidharta - Capítulo 34 - Por Luiz Domingues


A luz no final do túnel foi uma fortuita oportunidade. 

Haveria um show da banda "Cheap Tequilla", do meu amigo Paulo Thomaz, no Centro Cultural São Paulo. 
"Caveira", o guitarrista do Cheap Tequilla, naquela ocasião

Mobilizei toda a minha tropa Neo-hippie e comparecemos em peso ao CCSP, onde prestigiamos o show do Cheap Tequilla. 

Quando já estava nas dependências do CCSP, avistei a presença do baterista Rolando Castello Júnior, que chegava junto com Paulo Zinner, do Golpe de Estado e outras pessoas.

Após o show, eu o abordei e o apresentei à vários de meus neo-hippies, que ficaram eufóricos por conhecê-lo e à Paulo Zinner, também. 

Eles me relataram que fariam um show-tributo ao baterista do The Who, Keith Moon, dali a alguns dias no salão de Rock, "Fofinho Rock Club", e me convidaram, estendendo o convite à minha garotada.

Saindo dali, conversei com Rodrigo e Marcello sobre essa oportunidade surgida e ponderamos durante alguns dias.

Resolvemos não tomar nenhuma decisão precipitada, e seguir observando os próximos acontecimentos.

Então, resolvemos ir assistir o show-tributo que ele faria ao lado de Paulo Zinner. 


Chegamos ao Fofinho Rock Club e foi um bom reforço à bilheteria do espetáculo, pois na minha "comitiva", haviam seguramente mais de 40 pessoas entre meus alunos; amigos; familiares deles, e suas namoradas. Estavam comigo também Roberto Garcia Morrone e Carlos Fazano, amigos de outras épocas, mas que estavam engajados no meu mundo Neo-Hippie.

Assistimos o show, e quando fui abordá-lo após o espetáculo, vi que estava mais "alegre" que o habitual e portanto, não havia clima para lhe falar de nossos planos e principalmente de nossa pretensão de incluí-lo neles.

Fomos embora, e ainda tivemos alguns dias para ponderar e enfim tomar uma decisão. 


Era o cara certo para o projeto pelo aspecto cultural e pela técnica, mas, será que ele toparia ? 

Se interessaria por um projeto autoral tão fechado, numa ideia fixa tão radical  ? 

Aceitaria iniciar uma trajetória difícil conosco, no alto de seus 30 anos de carreira ???


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário