quinta-feira, 18 de junho de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 86 - Por Luiz Domingues


Então, passado o soundcheck, aguardamos no camarim a entrada do público e percebemos que mesmo com o fato da produção ter limitado o espaço do teatro pela metade, havia um murmurinho que ouvíamos do camarim. 
No camarim, a bancada de lanches disponibilizada para os artistas participantes, estava farta, e num dado momento, o Jorge Mautner entrou para fazer uma boquinha, também. E quando entrou, olhou para mim, e perguntou-me se o lanche estava servido. Eu o cumprimentei de forma efusiva, soltando um -"Salve, profeta". 

Ele riu, mas não deu vazão para a minha brincadeira, e é claro, fiquei na minha. Quem me conhece bem, sabe que não sou de bajular ninguém, e mesmo sendo um admirador dele como artista, e escritor/filósofo, preferi ficar quieto, e deixá-lo comer um sanduíche em paz. 
Quando o Baranga foi chamado ao palco, lembro-me de assisti-los um pouco. De fato, a parte das cadeiras liberadas para o público, estava preenchida, mas confesso que senti saudade da velha "Fábrica do Som", quando o Sesc Pompeia transbordava de gente, inclusive acima da capacidade oficial.

O som estava legal, e o Baranga fez sua performance com muita energia, como era /é de sua natureza. 


A seguir, chegou a nossa vez, e quando subimos ao palco, André Peticov já estava trabalhando numa tela, como auxílio de uma bela assistente, pupila sua do atelier.

Após uma calorosa recepção do Gastão Moreira, tocamos o primeiro número, "Não Tenha Medo", que era sempre a primeira música de nossos shows. 

 
 
Acima, o vídeo de "Não Tenha Medo", dessa aparição no Musikaos - 2001
https://www.youtube.com/watch?v=AEK8yNO93bo

O público reagiu muito bem, e o Gastão interveio logo a seguir, emendando uma entrevista curta com o Junior, introduzindo o Peticov, e pedindo que fizéssemos uma segunda música.

Acima, o vídeo da execução de "Ser", no Musikaos - 2001
https://www.youtube.com/watch?v=hlDb2bcBV3A

Tocamos então, "Ser", com bastante energia, e a seguir,  mais uma intervenção do Gastão, com uma micro entrevista com um casal de ativistas de alguma causa ecológica/ambiental. O Jorge Mautner deu seus pitacos, como uma espécie de consultor intelectual do programa etc etc. 

Nova deixa para nós, e tocamos "Homem Carbono", uma música inédita que já estávamos tocando ao vivo e que seria lançada oficialmente no próximo disco. 

Acima, o vídeo de "Homem Carbono no You Tube, dessa aparição no Musikaos - 2001
https://www.youtube.com/watch?v=5rbJfeZUH-Q

Uma rápida brincadeira com o público, fez com que algumas pessoas se agitassem para ganhar brindes, incluso CD's da Patrulha. 


Ganhou quem correu e respondeu que famoso "ex-mutante" fundou a Patrulha do Espaço, convenhamos, uma pergunta bem óbvia.

Terminada a nossa participação, descansamos no camarim um pouco e a seguir, voltamos ao teatro para assistirmos um pouco a performance do Made in Brazil, terceira atração da noite.

Encerrado o programa, nos confraternizamos com todos, nos camarins do Made in Brazil, e deixamos o teatro satisfeitos com a acolhida da produção, do Gastão Moreira e com a certeza de que nossa performance fora boa e repercutiria na TV, dias depois.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário