sábado, 6 de junho de 2015

Autobiografia na Música - Sala de Aulas - Capítulo 48 - Por Luiz Domingues



Com o final de 1993 chegando, eu estava feliz com essa nova safra de alunos. 

As aulas tinham o mesmo caráter descontraído desde 1987, quando iniciei minhas atividades, mas com essa turma renovada, havia o adendo da maioria curtir, e muito o Rock dos anos sessenta e setenta, e dessa forma, as conversas giravam em torno do tema, quase o tempo todo.

Não tenho nenhuma dúvida de que isso foi fator preponderante para aquela sementinha que brotava dentro da minha cabeça (ansiando por buscar minhas próprias raízes na música), germinasse. 


Com tal incentivo exercido diariamente por conta das minhas aulas, fui embarcando nesse ideal, e não demorou muito para que eu exercesse tal determinação, já no trabalho do Pitbulls on Crack  que apesar de parecer dispare diante disso, foi amalgamando-se aos poucos .

E, com o avançar de 1994, essa "tropa" passaria a interagir cada vez mais, nesse sentido.

Ainda no final de 1993, tive a ideia de organizar um torneio de futebol para descontrair, e unir ainda mais os meus alunos. 


Tal ideia só concretizou-se no entanto, no decorrer de 1994.

Improvisadamente, na minha própria garagem, que era acoplada à sala de aulas, organizei o torneio, ao qual denominei de "Futebol Indoor".

Quase todos participaram, menos as garotas; os que não tinham como comparecer fora de seus horários de aulas, e um ou outro que não gostava mesmo. 


Era um jogo de "Gol a Gol", delimitado até o meio da "quadra" e com dois tempos, de cinco minutos cada, o que era uma eternidade, em se considerando as dimensões diminutas do espaço. Saíamos completamente extenuados dos jogos, mas era muito divertido.

Eu, já com 33 anos de idade à época, interagia com a garotada em igualdade de condições e me permitia ter esse prazer pueril de ter novamente 13 anos de idade ao jogar bola às 16:00 h de um dia útil. 


Molecagem do bem...

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário