segunda-feira, 8 de junho de 2015

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 79 - Por Luiz Domingues

Nesses termos, as reuniões aconteciam na nova sede do selo Primal, que havia deixado de usar as instalações da gravadora Velas, embora ainda fosse um selo subordinado a esta gravadora. Com um escritório próprio, ganhou mais espaço e liberdade para trabalhar, inclusive ampliando seu quadro de funcionários próprios. Lembro-me de nessa época, eles terem encantado-se com uma banda chamada "Tiroteio", que fazia um som muito parecido com  uma outra banda que estourara no mainstream naquela época, chamada "Os Virgulóides".

Tratava-se de um punk rock pobre (com o perdão do pleonasmo !!), misturado à um tipo de sambão-joia, popularesco. Guitarras estilo "serra elétrica"; com surdão e cavaquinho; letras cheias de expressões chulas, e muita "malandragem" de boteco de periferia...
Bem, depois que os Raimundos explodiram em 1994, muitas bandas tentaram pegar esse vácuo, misturando punk rock com ritmos brasileiros inusitados, e explorando o linguajar chulo. Quando achávamos que a música chegara ao fundo do poço, descobrimos haver um subsolo a mais, para descer...
"Psycho 69", banda americana, com o brasileiro Supla nos vocais, era outro artista do selo. Desnecessário explicar do que tratava-se tal trabalho.
Outra contratação, era uma banda de Heavy-Metal tradicional e com uma carreira longa já naquele tempo, chamada "Genocídio".
Lembro também de uma dupla de cantores / dançarinos de Ribeirão Preto, que faziam um som techno, mas com influência da Disco Music dos anos setenta, que chamava-se "RodHanna". Essa sede nova da Primal, era numa casa recuada, como se fosse uma vila antiga. Tratava-se de uma antiga residência, adaptada para o comércio, com várias salas de trabalho, um quintal grande etc. E por ser recuada da rua, tinha um sossego muito grande, apesar de ser uma rua movimentada do bairro do Jardim Paulista (Rua Suzano), na zona sul de São Paulo, próximo a avenidas de trânsito pesado, como a Av. 9 de Julho; Av. São Gabriel; Av. Brigadeiro Luiz Antonio e Av. Santo Amaro, além da Av. Juscelino Kubitschek. Passei algum tempo frequentando essa sede da Rua Suzana, pois todo o processo de criação da capa, encarte e aparato de promoção do CD, passou pelas reuniões de Brainstorm ali realizadas e posteriormente, todo o processo de preparação do material, também, conforme contarei. E ali, coisas bizarras aconteceriam nesse processo.
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário