domingo, 7 de junho de 2015

Autobiografia na Música - Sala de Aulas - Capítulo 65 - Por Luiz Domingues


Outras bandas que eu gostaria que participassem, estavam desarticuladas naquele momento, por vários motivos, infelizmente. Por isso, na hora da escolha, não tive outra alternativa a não ser escalar outras duas bandas mais pesadas.

A primeira, foi o "Parental Advisory", do meu aluno Ricardo "Pijama" Garcia. O Ricardo Garcia era um garoto ligado no "220", literalmente, com uma energia juvenil impressionante, manifestada desde a sua primeira aula, em 1993. 

              Ricardo "Pijama" Garcia, baixista do Parental Advisory


Sua banda era peso-pesado, de Metal extremo, cantado em inglês, e com todos os maneirismos agressivos de tal estilo.

Não era do meu gosto pessoal, pelo contrário, era avesso à tudo o que gosto, mas na falta de outras opções mais condizentes com meu gosto pessoal, não tive muita escolha, pois a banda estava ensaiada, e segundo o Garcia, muito empolgada para participar do mini-festival.

Ora, como não me entusiasmar também por esse aspecto, estética à parte ?

Então, o Parental Advisory foi confirmado, e eu tinha a certeza de que colaborariam ao máximo com a divulgação, e de fato, não me decepcionei com eles, nesse aspecto, posteriormente.

Faltava uma banda a ser escolhida.

Dei um tempo para fazer tal escolha, esperando que alguma banda menos agressiva se articulasse a tempo.

A banda de meu aluno, Cali, só tocava covers, infelizmente. Queria que eles tocassem, mas covers, a despeito do repertório ser ótimo e recheado de "setenteiras" excelentes e bem tocadas, destoaria do espírito. Eu queria acima de tudo, trabalhos autorais. 

Marcos Martines, aluno avançado, e que já tocava bem há tempos

O mesmo ocorria com bandas de outros alunos, como o Marcão Martinez, por exemplo.

O Essex, dos irmãos Schevano, não estava preparado para tocar ao vivo, também.

Carlos Fazano, amigo e agregado das minhas aulas, e que ainda não havia formado o Supernova, em 1995

Cheguei a pensar no amigo Carlos Fazano, também, mas ele ainda dava os primeiros passos para articular uma banda, muito incipientes. Não montaria uma banda a tempo, de forma alguma.
Marcelo Bueno, infelizmente ainda não tinha sua banda articulada nessa época.

Mesmo caso do Marcelo Bueno, que dava os primeiros passos para montar o Soulshine, o embrião primordial do Tomada.

Esperei até o último segundo, e quando não havia mais tempo hábil, tive que bater o martelo definitivo em prol da terceira banda escolhida, e assim procedeu-se com o "Equinox".

Eu, Luiz Domingues e Marcos Nannini, o baixista do Equinox

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário